Os assistentes de voz já existem há bastante tempo, mas com os avanços da tecnologia de inteligência artificial, eles se tornaram parte essencial das experiências com smartphones e casas inteligentes, as “smart homes”.

No entanto, agora que existem diversos assistentes de voz para escolher, que em sua maioria tentam executar as mesmas tarefas, qual deles é melhor? Bom, a resposta é um pouco complexa e depende do que cada usuário precisa que um assistente faça.

Leia também:

Qual o melhor assistente de voz?

alexa
Imagem: Panthere Noire / Shutterstock.com

Em suma, um assistente de voz é um software que incorpora inteligência artificial (IA) com uma interação semelhante à humana, incluindo resposta de voz que simula conversas, e integração com diferentes aplicativos e plataformas.

publicidade

Todo assistente deve ser capaz, por exemplo, de lidar com as configurações do dispositivo e as tarefas diárias, como alarmes, cronômetros, lembretes e eventos de calendário, além de fazer chamadas telefônicas, iniciar aplicativos e enviar mensagens de texto. 

Google Assistente

Google Assistente. Foto: Thomas Kolnowski/Unsplash
Google Assistente. Foto: Thomas Kolnowski/Unsplash

O Google Assistente permite que usuários controlem dispositivos inteligentes compatíveis em suas casas, além disso, ele atua como tradutor em tempo real, encontra informações online, entre muitas outras coisas.

Parece haver um consenso entre os entusiastas da tecnologia de que o Google Assistente é o melhor e mais dinâmico dos assistentes de voz. Um dos diferenciais é que os usuários podem juntar dois comandos na mesma frase – por exemplo, com o Google Assistente, você pode dizer “aumente o volume para o máximo e coloque minha playlist no aleatório” e obter o resultado desejado, o que não aconteceria com os outros assistentes desta lista.

O Google Assistente também é mais versátil por estar disponível em vários dispositivos, como Nest, Google Home e speakers inteligentes de terceiros, smartphones Google Pixel e Android, além de smartwatches como Wear OS, fones de ouvido e Android TV. Usuários também podem adicionar o assistente pessoal a um dispositivo iOS com o app do Google Assistente.

Apple Siri

Apple HomePod. Foto: Murat Corlu/Unsplash
Apple HomePod. Foto: Murat Corlu/Unsplash

A Siri é o mais antigo dos assistentes de voz e, assim como o Google Assistant, executa uma série de tarefas para os usuários e usa informações de vários serviços da Apple para proporcionar uma experiência mais personalizada. Ela também é capaz de fazer algumas piadas e zombar do usuário de forma amigável, um diferencial entre seus competidores.

Esse assistente também controla dispositivos inteligentes compatíveis, abre aplicativos, define lembretes, temporizadores e alarmes, e encontra informações online. Sua desvantagem, entretanto, é a falta de compatibilidade, já que Siri só está disponível em dispositivos Apple – como iPhones, iPads, Apple Watch, AirPods, MacBooks, iMacs e HomePods.

Samsung Bixby

Samsung Bixby. Foto: Shutterstock

Assim como a Siri está limitada aos produtos Apple, a Bixby está limitado aos dispositivos Samsung, como o Galaxy S23 Ultra, mas pode controlar as TVs Samsung e os refrigeradores Family Hub –  produtos que geralmente também são compatíveis com a Alexa e o Google Assistente.

Em geral, a Bixby é funcional, mas a plataforma SmartThings tem apenas alguns produtos para a casa, a ponto de incluir a Alexa e o Google Assistente como opção para comandos de voz, já que outra limitação deste assistente é a capacidade de controlar outros dispositivos apenas por meio do aplicativo SmartThings.

A funcionalidade completa da Bixby também está restrita a dispositivos mais novos, ou seja, ao contrário do Google Assistente, que tende a estar disponível para dispositivos mais antigos, os usuários precisarão continuar atualizando seus dispositivos para acompanhar a evolução da Bixby e ter uma experiência mais completa.

Amazon Alexa

Alexa. Foto: Andres Urena/Unsplash
Alexa. Foto: Andres Urena/Unsplash

A Alexa é provavelmente a mais popular dentre os assistentes nesta lista e, juntamente com a Siri, ajudou a difundir os assistentes de voz. Entretanto, embora possa ser usada em várias plataformas, até mesmo em smartbands, ela foi criada para funcionar melhor em speakers inteligentes.

A Alexa controla músicas e dispositivos inteligentes compatíveis, executa temporizadores, lembretes e alarmes, encontra informações online, reproduz conteúdo em um dispositivo Amazon Fire, lê resumos de notícias e, se você gosta de audiolivros, a Alexa tem suporte nativo para o Audible. Além disso, a Alexa, assim como o Google Assistente, oferece listas de serviços de streaming compatíveis, como Spotify, Apple Music, Netflix e outros.

Como mencionado, cada um dos assistentes de voz tem seus prós e contras, por isso a decisão de qual deles é o melhor cabe apenas ao usuário. Se você quiser o assistente mais inteligente, o Google Assistente é a sugestão, se você quiser maior compatibilidade com aplicativos e serviços, use a Alexa, e se você quiser manter a conveniência de assistentes nativos para seu celular, Siri e Bixby cumprem bem a missão. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!