Se você gostou do filme Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, saiba que a sequência do longa já está praticamente confirmada no mundo onde não existem continuações. A especulação vem direto da protagonista, vivida pela atriz Michelle Yeoh, em entrevista para a revista Variety.

Leia mais:

publicidade

O que você deve saber:

  • Michelle Yeoh falou com uma grande revista americana e na entrevista praticamente garantiu que não existem planos para a sequência de Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo
  • O filme foi o grande vencedor do Oscar deste ano, levando diversas estatuetas e isso inclui a de melhor filme de 2022
  • A atriz acredita que filmar uma sequência seria fazer a mesma coisa mais uma vez e não demonstrou interesse neste tipo de trabalho
  • O longa teve custo de US$ 25 milhões e arrecadou cerca de US$ 140 milhões no mundo, ultrapassando 5,6 vezes o valor de produção e isso geralmente garante sequências – não neste caso

Um dos filmes mais aclamados do ano passado foi Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, seja pela complexidade da história, carisma dos atores ou mesmo pelas estatuetas garantidas em diversas premiações, incluindo o Oscar para melhor filme do ano – e outros seis quesitos também.

Este tipo de elevação de moral para toda equipe, junto do custo para produção marcado em cerca de US$ 25 milhões e receita batendo 5,6 vezes este valor (perto de US$ 140,2 milhões), tende a ser a garantia para continuações. Seja pelo lado de expandir a história, ou por os acionistas colocarem ainda mais dinheiro no bolso com o lucro de uma aposta já vencedora.

publicidade
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo (Imagem: divulgação/A24)
Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo (Imagem: divulgação/A24)

Se você, como eu, pensava em uma segunda filmagem para este sucesso de ficção, saiba que esta produção não deve acontecer. Este banho de água fria está em uma entrevista de Michelle Yeoh.

“Não existe sequência. Nós estaríamos fazendo a mesma coisa, mais uma vez”, disse Yeoh ao ser questionada sobre um segundo Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo.

publicidade

Atriz espera mais diversidade após Tudo em Todo Lugar

Além disso, a atriz aproveitou o espaço na revista americana para comentar a participação de atores e atrizes asiáticos no cinema dos Estados Unidos. Conhecida por papéis como em O Tigre e o Dragão, Michelle Yeoh comentou ter escutado que este longa não faria sentido no país, pois americanos “não sabem ler legendas” quando a voz original é em outro idioma.

Yeoh aponta para Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo como uma segunda prova de que a diversidade no cinema dos Estados Unidos existe e não deve ser negada – para elenco asiático que não fala inglês, neste caso.

publicidade

“A melhor coisa que aconteceu recentemente foi que recebi um roteiro que não descreve a personagem como chinesa ou de aparência asiática. Somos atores e devemos agir. Devemos assumir papéis que nos são dados e trabalhar neles da melhor forma. Isso, para mim, é o maior passo adiante”, comentou a atriz.

Com isso, Michelle Yeoh não espera papéis melhores e com pagamentos superiores para ela, mas sim para todos os outros atores e atrizes que não falam inglês, ao menos dentro de seus personagens.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!