A Internet das Coisas (IoT) descreve a rede de objetos físicos – as “coisas” – com sensores, software e outras tecnologias incorporadas com o objetivo de conectar e trocar dados com outros dispositivos e sistemas pela internet.

Uma “coisa” na IoT pode variar de objetos domésticos comuns a ferramentas industriais sofisticadas. Uma “coisa” pode ser, por exemplo, um implante de monitor cardíaco em uma pessoa, um automóvel com sensor de ré embutido, ou qualquer outro objeto natural ou artificial que possa receber um endereço IP (Internet Protocol, ou protocolo de rede) e transferir dados por uma rede.

Leia também:

O que é a Internet das Coisas?

Google Assistente. Foto: Bence Boros/Unsplash
Google Assistente. Foto: Bence Boros/Unsplash

A Internet das Coisas se refere aos bilhões de dispositivos em todo o mundo que agora estão conectados à Internet, coletando e compartilhando dados – e comunicando esses dados em tempo real sem envolver um ser humano. Com mais de 7 bilhões de dispositivos conectados à IoT atualmente, especialistas acreditam que esse número pode crescer para 10 bilhões até 2020, e 22 bilhões até 2025.

publicidade

Praticamente qualquer objeto pode ser transformado em um dispositivo IoT se puder ser conectado à Internet. Uma lâmpada conectada a um aplicativo de smartphone é um dispositivo IoT, assim como os smartwatches que medem frequência cardíaca e número de passos.

Como a IoT funciona?

Um ecossistema da IoT consiste em dispositivos inteligentes com conexão à Web que usam sistemas incorporados, como processadores, sensores e hardware de comunicação, para coletar, enviar e agir com base nos dados que adquirem de seus ambientes.

O que é a Internet das Coisas? Foto: Nasa/Unsplash
O que é a Internet das Coisas? Foto: Nasa/Unsplash

Em seguida, esses dados são transmitidos dos dispositivos para um ponto de coleta, o que pode ser feito a partir de uma variedade de tecnologias de rede wireless, como Wi-Fi, ou por meio de redes com fio. A análise desses dados pode ser feita tanto localmente, quanto em nuvens. 

Por que a IoT é importante?

A Internet das Coisas, assim como a ciência de dados, ajuda as pessoas a trabalharem de forma mais inteligente. A tecnologia já está ajudando a automatizar e simplificar tarefas diárias em empresas de diversos setores, aprimorando a experiência do cliente e gerando novos fluxos de receita. Além disso, a IoT pode ajudar profissionais a tomarem decisões melhores, baseadas em dados.

No entanto, a segurança é um grande problema para a IoT, pois as falhas no software deixam os conjuntos de dados e os sistemas vulneráveis aos hackers, que podem atacar diretamente os dispositivos inteligentes devido à falta de segurança inerente a muitos deles, como as webcams, por exemplo.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!