Há cerca de três ou quatro anos, as grandes empresas de telefonia e fabricantes de smartphones dos Estados Unidos, incluindo a Apple, não paravam de falar sobre o 5G, a próxima geração de redes de internet celular.

“Estamos apenas no início do 5G, mas seu incrível desempenho e velocidade já tiveram impacto significativo em como as pessoas podem aproveitar ao máximo nossa tecnologia”, disse o CEO da Apple, Tim Cook, em 2021.

Leia mais:

AT&T, Verizon e outras empresas telefônicas americanas encheram com comerciais que se gabavam de como o 5G tornaria seu telefone mais rápido e melhor e ajudaria os médicos a detectar o câncer mais cedo.

publicidade

Você pode ter um telefone 5G agora. Isso teve um impacto significativo na minha experiência com tecnologia? Aparentemente, não (você pode até desligar o 5G porque pode esgotar a bateria do seu telefone).

O 5G pode ser um benefício tangível maior para nós no futuro. Foi também um avanço inevitável e necessário – ainda que incremental. O que não estava bem era o hype corporativo do 5G que nos tratava como bobos que se apaixonam por qualquer promessa de tecnologia nova e incrível.

Uma lição é que não podemos confiar que as empresas sejam honestas sobre como as tecnologias atuais, incluindo a IA (inteligência artificial), carros autônomos e o metaverso, vão ou não mudar nossas vidas.

O 5G falhou?

  • Houve dois problemas com o 5G: a princípio, nos Estados Unidos, não funcionou como anunciado;
  • As pessoas que testaram o serviço 5G descobriram que, às vezes, ele estava disponível em apenas um quarteirão, ou dois, ou era mais lento que as redes celulares 4G em alguns lugares. Às vezes, as empresas diziam que estávamos recebendo uma conexão 5G quando era o mesmo serviço 4G antigo;
  • O segundo problema é que agora que o serviço 5G está mais amplamente disponível nos Estados Unidos e em outras partes do mundo, muitos de nós que temos 5G não conseguimos perceber a diferença.

Sim, é verdade que um telefone conectado a uma rede 5G pode, teoricamente, baixar um filme completo em segundos, em vez de muitos minutos. O 5G pode, em princípio, também acelerar o tempo de resposta dos dispositivos conectados a uma rede. Isso significa que um carro sem motorista ou um braço cirúrgico robótico é capaz de responder aos comandos mais rapidamente.

Mas o impacto do 5G no mundo real mostra que as melhorias tecnológicas no papel nem sempre são relevantes para você. Há muitos motivos pelos quais seu telefone pode falhar na chamada do FaceTime da família. Ter conexão 4G em vez de 5G raramente é o problema.

A tecnologia é boa. Os lances de marketing foram um erro. Contudo, algumas pessoas estão ganhando com o 5G agora. Em locais onde o serviço de internet doméstico convencional não está disponível ou é de má qualidade, uma conexão 5G pode ser uma alternativa. Algumas empresas estão construindo suas próprias redes 5G para tarefas nas quais os tempos de reação super rápidos são úteis.

Mas o ponto principal: a maioria realmente não se beneficiou de Apple, Samsung e empresas de telefonia tentando convencê-lo a comprar novo telefone ou atualizar seu serviço de celular apenas para obter o 5G. Seu próximo telefone será capaz de se conectar ao 5G e, provavelmente, seu serviço telefônico também. E isso é ótimo.

Você não deveria ter que pensar duas vezes sobre o número de Gs, assim como provavelmente não se importa que seu próximo smartphone tenha um chip mais avançado. Essas melhorias incrementais que tornam a tecnologia melhor, mais rápida e mais barata é como a invenção funciona na realidade.

Chetan Sharma, analista e consultor de telecomunicações, estima que os americanos estão pagando cerca de US$ 7 bilhões a US$ 8 bilhões (R$ 34 bilhões a R$ 38,9 bilhões) a mais por ano em suas contas telefônicas de pessoas que mudam para planos de dados 5G ilimitados com preços mais altos.

Nós e as empresas que fabricam tecnologia devemos reconhecer que nem toda nova tecnologia muda nossas vidas – pelo menos não de forma que torne um filme de ficção científica atraente.

Por exemplo, e se o grande problema dos computadores nos veículos não forem os carros que dirigem sozinhos, mas as tecnologias de assistência ao motorista que ajudam você a frear em emergência ou estacionamento paralelo?

O 5G foi uma melhoria técnica incremental que as empresas tentaram nos dizer que foi um salto revolucionário. Não foi.

Via The Washington Post

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!