Em princípio, a realidade mista (MR) é uma mistura entre realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR), uma tecnologia para criar ambientes em que objetos virtuais interagem com objetos reais no espaço físico.

Diferente da realidade virtual, uma experiência totalmente digital que imerge o usuário em um ambiente, ou da realidade aumentada, uma experiência semi digital que coloca camadas de conteúdo digital sobre um ambiente físico, a realidade mista combina aspectos digitais e do mundo real.

Leia também:

O que é a realidade mista?

Headset HoloLens. Foto: Divulgação/Microsoft
Headset HoloLens. Foto: Divulgação/Microsoft

Bons exemplos desta tecnologia são os filtros do Instagram ou do Snapchat, aplicativos de maquiagem, teste de cores de parede e montagem de móveis virtuais. No entanto, o uso convencional não é o limite para a interação entre homem, computador e ambiente.

publicidade

A MR, também chamada de realidade híbrida ou realidade estendida (XR), requer um headset com uma lente transparente ou uma câmera, para que os usuários ainda possam ver o mundo real. Outros dispositivos que suportam essa tecnologia são smart glasses e smartphones.

Como a realidade mista funciona?

A realidade mista usa poder de computação gráfica, câmeras, sensores, processadores e, muitas vezes, tecnologia aprimorada por IA para processar e armazenar dados em três dimensões.

Apple Vision Pro (Imagem: divulgação/Apple)
Apple Vision Pro (Imagem: divulgação/Apple)

Os dispositivos de MR conectam os usuários a um computador ou console a partir de um software, que pode adicionar, clonar ou mover objetos virtuais para criar diferentes imersões com base nos dados coletados.

Embora uma verdadeira experiência de realidade estendida ainda esteja em desenvolvimento, essa tecnologia abriu as portas para uma infinidade de ferramentas, tanto para lazer quanto para trabalho.

Além do uso no entretenimento, como em redes sociais, jogos e cinema, a realidade mista também pode ser usada em setores como marketing, permitindo que consumidores experimentem e interajam com os produtos antes de decidir comprá-los.

Modelo de motor em realidade mista. Foto: Gorodenkoff/Shutterstock
Modelo de motor em realidade mista. Foto: Gorodenkoff/Shutterstock

Outro exemplo é o treinamento, alguns fabricantes de aeronaves estão usando a MR como uma maneira mais barata de treinar técnicos de reparo com modelos virtuais em 3D. Disto isto, a expectativa é que, com o passar do tempo, essa tecnologia auxilie cada vez mais a saúde, a educação e as descobertas científicas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!