Seja pela denotação científica ou pela figura de linguagem, você já deve ter ouvido falar na velocidade da luz. A luz é a coisa mais rápida que já existiu no Universo, e sua velocidade pode variar em algumas circunstâncias.

A velocidade da luz é determinante para o limite de velocidade do Universo, uma vez que nada pode ser mais rápido que ela — segundo as leis da física. O movimento dela é tão rápido que, até certo período da história, os pesquisadores acreditavam que ela viajava instantaneamente.

Leia mais: 

  •  O cientista Ole Roemer foi o pioneiro a medir a velocidade da luz por meio de observações das luas de Júpiter;
  • Ela se move a 300 mil quilômetros por segundo, equivalente a mais de 1 bilhão de km/h; 
  • Com essa velocidade, ela seria capaz de dar a volta na Terra 7,5 vezes em um segundo.

Segundo as teorias do físico James Clerk Maxwell sobre o eletromagnetismo, a luz é composta de campos elétricos e magnéticos, ou seja, o eletromagnetismo pode descrever o comportamento e o movimento dela. A partir dessa métrica, a velocidade apontada foi de 299.788 quilômetros por segundo. 

publicidade

Por outro lado, essa velocidade não é necessariamente constante, e pode variar com base na substância na qual está viajando, como ar, água, diamantes, entre outros. Mas a velocidade padrão da luz é medida quando está viajando no espaço, sem introduções.

Estudos revelam que são necessários somente oito minutos para a luz do Sol chegar à Terra, e alguns anos para a luz das outras estrelas mais próximas chegar ao nosso planeta. Essa medida é utilizada na unidade anos-luz — a distância que a luz pode percorrer em um ano — por astrônomos para medir grandes distâncias no espaço.

Com informações de Live Science

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!