Engenheiros e cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) estão trabalhando em motores elétricos para serem usado em grandes aeronaves. A intenção é diminuir a pegada de carbono da aviação, apoiando a eletrificação de aviões comerciais, por exemplo.

Leia mais:

Motores elétricos existentes

Motores elétricos para aviões já existem. Porém, atualmente, eles são capazes de suportar aeronaves de pequeno porte: centenas de quilowatts ainda é pouco para colocar um avião grande e pesado no ar.

Para suportar esse tipo de veículo, o motor deve gerar pelo menos um megawatt, o equivalente a 1000 quilowatts.

publicidade

Desenvolvimento

Esse novo motor elétrico já existe e foi projetado pelos engenheiros do MIT. Eles também testaram a viabilidade do voo, com cálculos matemáticos dos principais componentes.

Os cientistas apresentaram os resultados no AIAA/IEEE Electric Aircraft Technologies Symposium (EATS), simpósio que acontece até sexta-feira (16), nos Estados Unidos.

família de aviões elétricos da embraer
Motores elétricos terão de superar desafios tecnológicos (Imagem: Divulgação/Embraer)

Desafios

Um dos desafios enfrentados pelos pesquisadores é a dimensão do motor.

Sabe-se que ele precisa gerar um megawatt de potência, mas seu peso e tamanho também devem ser compatíveis aos usados na aeronáutica atualmente. No protótipo, o motor pesa menos que uma pessoa adulta e ocupa o espaço de uma mala de viagem.

Outro desafio é que os cientistas não sabem se o motor elétrico por si só será suficiente para operar sozinho. A princípio, até ser aperfeiçoado, é mais viável ser combinado a motores a combustão, em um híbrido turbo-elétrico.

Aviões com motores elétricos também deve auxiliar na redução das emissões de carbono (Foto: Reprodução)

Zero emissões

  • O desafio não é só fazer com os motores elétricos levantem voo por si só, mas devem fazê-lo de forma sustentável, contribuindo com a redução global de emissões de dióxido de carbono.
  • Inclusive, a meta do setor é zerar as emissões até 2050, o que só deve ser possível com os motores elétricos.
  • Segundo Zoltan Spakovszky, um dos responsáveis pelo projeto, independentemente da fonte de energia usada na bateria, como hidrogênio ou amônio, os motores elétricos tornarão a aviação “mais ecológica”.
  • O MIT não é o único que está na busca por um motor elétrico zero emissões. A startup norte-americana Pyka lançou em fevereiro o Pelican Cargo, o maior avião elétrico de carga do mundo.

Com informações de MIT News

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!