A Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos (EIA) alertou nesta segunda-feira (26) que o aumento das temperaturas na América do Norte durante o verão pode causar escassez de energia elétrica em até dois terços da América do Norte. Grande parte do centro e oeste dos EUA, Nova Inglaterra e Ontário, no Canadá, têm risco elevado de ficarem sem eletricidade.

Leia mais:

Calor e escassez de energia elétrica

Durante o verão, as temperaturas elevadas na América do Norte faz com que os moradores usem mais energia elétrica, como com o ar condicionado, por exemplo.

Do lado contrário, o calor torna mais difícil para as usinas de energia, parques solares e eólicos gerarem eletricidade.

publicidade

A oferta e a demanda se desencontram e podem causar uma crise, que levará à escassez de energia em até dois terços da porção norte do continente.

Escassez de energia elétrica pode ser realidade a partir de julho na América do Norte (Foto: Reprodução)

Emergência

  • Atualmente, 46 milhões de estadunidenses estão sob alerta de calor extremo, em comparação com 29 milhões no final da semana passada, segundo a ERCOT, a operadora de rede do Texas.
  • No país especialmente, o risco é ainda mais elevado: por lá, o calor mata mais do que qualquer outro desastre climático e isso deve se intensificar com as mudanças climáticas.
  • Na semana passada, o Centro Nacional de Controle de Energia do México declarou estado de emergência, quando as temperaturas subiram acima de 45 graus Celsius e motivaram uma demanda recorde de eletricidade.
  • Em alguns locais, como o próprio Texas, a situação é ainda mais crítica: as linhas de energia do estado não se conectam a outras e, por isso, estão mais suscetíveis a sobrecargas e apagões.
  • Já a de outros locais, como estados do Canadá e do México, se conectam entre si. Assim, no caso de uso excessivo em um local, a outra linha pode “doar” parte de sua energia para suprir a demanda.
Texas deve ser um dos estados mais afetados pela alta das temperaturas (Imagem: xradiophotog/Shutterstock)

O que fazer?

  • A ERCOT já pediu que os moradores do Texas economizem energia voluntariamente, pelo menos até 30 de junho, quando eles devem ter um novo parecer sobre as temperaturas.
  • Segundo a rede, as pessoas devem desligar luzes e aparelhos que não estão em uso, para aliviar a pressão sob a rede elétrica.
  • Eles também podem aumentar o termostato das residências e bloquear a luz do sol para deixar a casa mais fresca, ao invés de manter o ar condicionado ligado.

Com informações de The Verge