As montadoras contempladas com o benefício do governo federal já usaram mais de 90% dos R$650 milhões de créditos tributários do programa de incentivo para o mercado automotivo. A medida ficou conhecida como “medida provisória do carro popular“. A informação foi divulgada na última quarta-feira (5) pelo Ministério do Desenvolvimento e da Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

Leia mais:

Rápido consumo de créditos pelas montadoras

  • Inicialmente, foram disponibilizados R$500 milhões em créditos para as montadoras;
  • Devido ao rápido uso dos subsídios, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) ampliou o investimento inicial para R$800 milhões na última semana;
  • Porém, apenas R$650 milhões poderão ser usados pelas fabricantes devido aos descontos pela arrecadação com PIS, Cofins, e IPI;
  • Até terça-feira (4), R$150 milhões dos US$300 milhões de créditos adicionais já tinham sido usados;
  • Ao todo, já foram consumidos mais de US$585 milhões do valor total de créditos.

Confira a lista de créditos solicitados por cada fabricante:

  • Fiat/Jeep – R$ 250 milhões;
  • Volkswagen – R$ 100 milhões;
  • Peugeot/Citroën – R$ 50 milhões;
  • Hyundai – R$ 60 milhões;
  • Renault – R$ 60 milhões;
  • Chevrolet – R$ 30 milhões;
  • Honda – R$ 10 milhões;
  • Nissan – R$ 20 milhões;
  • Toyota – R$ 10 milhões

Montadoras que mais venderam com descontos do governo

No mês passado, foram vendidos mais de 90 mil veículos com o lançamento do programa do governo federal.

Os dados mostram que, no mês de junho, a Fiat liderou o ranking das marcas que mais venderam carros utilizando o programa de descontos, com 30.887 veículos vendidos.

publicidade

Em segundo lugar está a Volkswagen, com 18.452 vendas. Chevrolet (15.831), Renault (8.498) e Hyundai (7.371) completam o top cinco das marcas que mais venderam.

Confira a lista completa.

Com informações de AutoEsporte.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!