Apesar do bom resultado nas vendas de carros novos, o programa de incentivo do governo causou um efeito colateral. A venda de seminovos caiu 7,8% em junho se comparado a maio de 2023, segundo os dados da Fenauto, entidade que representa o setor automotivo.

  • Ao todo, 1.175.174 de carros usados foram comercializados no período. Foram 1.274.333 em maio. 
  • Um dos fatores explica a queda são os descontos oferecidos pelo governo e montadoras para carros novos de até R$ 120 mil, que acabou atraindo uma parcela de compradores.
  • A Fenauto aponta que até as festa juninas podem ocasionar a desaceleração nas vendas no mês de junho.

Leia mais:

Venda de carros usados no primeiro semestre

  • Ainda assim, os números do primeiro semestre do ano mostram que o segmento cresceu quase 14%.
  • No acumulado, foram vendidos 6.851.087 de automóveis usados, contra 6.027.351 no mesmo período em 2022 (um salto de 13,7%).

O mercado vinha crescendo mês a mês até o anúncio do incentivo do governo para carro novos, comentou Enilson Sales, presidente da Fenauto. Agora, com o benefício na reta final, o setor provavelmente voltará a crescer com mais procura do consumidor.

Sales projeta um novo período positivo para o mercado de usados para agosto, mês em que o Copom (Comitê de Política Monetária) deve anunciar uma queda na taxa de juros.

publicidade

Com acesso mais fácil ao crédito, é esperado que o brasileiro volte a trocar de carro, já que os juros mais altos assustam na hora de assumir dívidas no longo prazo.

Por fim, no acumulado anual é previsto que cerca de 14 milhões de carros seminovos sejam vendidos até o fim de 2023. Abaixo dos 15 milhões projetos pela Fenauto no início do ano.

Com informações do Autoesporte e Fenauto

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!