Nos últimos dias, o Remini, app da Bending Spoons, viralizou nas redes sociais, especialmente entre celebridades.

Entre os recursos famosos no momento está usar a IA do app para gerar fotos de como seus filhos seriam, bem como simular imagem de pessoas como se estivessem grávidas.

Leia mais:

Entre os famosos que usaram o serviço, estão Viih Tube, Pequena Lo, Rafa Kalimann e Ary Fontoura.

publicidade

Funcionamento da IA em apps como o Remini

  • De um modo geral, a IA analisa e processa as imagens;
  • Ela reconhece padrões de características faciais e corporais da pessoa;
  • Dessa forma, é possível aplicar transformações para melhorar a qualidade da imagem, adicionar efeitos ou fazer montagem de situações que o app oferece.

Como é o Remini em si

O Remini é um app de 2019 que obteve sucesso ao apostar no uso da IA para recriar fotos mais nítidas e realistas.

O app em si é pago (R$ 50,90 [cerca de R$ 204,60 por mês] por semana com todos os recursos), porém, a desenvolvedora oferece três dias de testes sem custo.

Todavia, nem todos poderão ter direito ao teste, pois, em seus termos de serviço, o Redmi indica que pode “oferecer testes gratuitos a nosso exclusivo critério”.

Passos para “criar seu filho” ou simular gravidez

  1. Ao abrir o app, caso não queira assiná-lo, clique no “X” no canto superior esquerdo;
  2. Permita acesso à todas as fotos do smartphone para que o app funcione corretamente;
  3. Clique em “vamos fazê-lo”, siga as configurações para a imagem a ser criada e envie oito selfies suas, preferencialmente em variadas poses e ângulos;
  4. A seguir, defina um modelo que será a base para a foto final: bebê, gravidez e atleta;
  5. Na tela a seguir, aparecerá notificação de assinatura. Caso queira apenas testar, clique em “Ainda não tem certeza? Ativar o teste grátis” e “Continuar”. Lembrando que nem todos podem ver essa opção.

Dados coletados pelo Remini

O envio de fotos suas calha em manter-se atento à segurança.

Para editar fotos e vídeos ou gerar avatares AI e imagens AI, o aplicativo precisa acessar sua biblioteca de fotos e vídeos e sua câmera, mas esse acesso exigirá que você conceda uma permissão específica por meio de uma solicitação que aparecerá em seu dispositivo móvel.

Política de segurança do Remini

Há alguns anos, outro app sensação foi o FaceApp, que foi acusado de roubar dados de usuários dada sua política de privacidade, chamado até de racista por branquear fotos de pessoas negras. O Remini coleta dados, como:

  • Fotos;
  • E-mail;
  • Interações de apps e outros conteúdos gerados pela pessoa;
  • Registro de falhas;
  • Informações sobre o dispositivo, como endereço IP, modelo, tipo e versão do SO.

O aplicativo processa as imagens, vídeos e gravações de áudio que você carrega, incluindo imagens de rostos contidos nas imagens e as imagens geradas pelo aplicativo. (…) Processamos essas imagens e certas informações sobre os rostos representados nessas imagens, como informações que estimam a localização de partes e áreas dos rostos (‘Dados faciais’).

Bending Spoons, sobre o Remini

O que se deve saber sobre o Remini antes de usá-lo:

  • Ele é proibido para menores de 16 anos;
  • As imagens enviadas para gerar avatares de IA são excluídas dos servidores após um dia;
  • Dados faciais processados e de avatares de IA são excluídos do sistema após sete dias;
  • Imagens carregadas e dados faciais processados são excluídos após 30 dias;
  • Imagens, vídeos, áudios e dados faciais para melhorar o app são excluídos após 14 dias.

O app indica ainda adotar medidas contra perda e uso indevido de dados pessoais, “as transmissões pela Internet nunca são 100% seguras, e você não deve fornecer nenhum dado pessoal se quiser evitar qualquer risco”. Todos os usuários podem pedir a eliminação dos dados pessoais do sistema, segundo a empresa.

Com informações de UOL

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!