Durante reunião interna com os gerentes, O CEO da Volkswagen, Thomas Schafer, afirmou que a montadora está enfrentando momento delicado, sugerindo que “tudo está em jogo” para a montadora neste momento.

Essa reunião ocorre enquanto a Volkswagen lida com cenários diferentes entre seus negócios. Nos Estados Unidos, enquanto as vendas do crossover ID.4 quadruplicaram no segundo trimestre, com 6,69 mil veículos vendidos, uma seção da fábrica europeia de Emden, na Alemanha — onde o ID.4 é montado —, foi fechada por seis semanas no final do mês passado por falta de demanda.

Leia mais:

Estamos deixando os custos muito altos em muitas áreas […] Nossas estruturas e processos ainda são muito complexos, lentos e inflexíveis.

Thomas Schafer, sobre o congelamento imediato de gastos

Pensando nisso, Schafer alertou aos mais de dois mil gerentes da VW que as próximas semanas e meses serão “muito difíceis” e destacou contar com o apoio deles na conquista de “pequenas vitórias” nesse período. O CEO também informou que planeja introduzir série de programas de desempenho, com o intuito de economizar cerca de US$ 11,2 bilhões (R$ 53,6 bilhões) em gastos nos próximos três anos.

publicidade
  • A VW está se preparando para iniciar a produção do novo sedã elétrico ID.7;
  • Além dele, as novas gerações dos modelos Tiguan e Passat movidos a gasolina também deverão ser produzidas em breve;
  • Paralelo a isso, a montadora também planeja lançar uma série de EVs mais acessíveis, com valores iniciados em até US$ 22 mil (R$ 105,4 mil) — que deverão competir diretamente com as apostas de Renault e Citroën.

Com informações de InsideEVs

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!