A ARK Invest, uma das investidoras do Twitter, reduziu sua participação na empresa em 47% desde a aquisição de Elon Musk.

Em entrevista ao Wall Street Journal, Cathie Wood, CEO e fundadora da ARK Invest, disse que estava otimista com o Twitter apesar das dificuldades financeiras da empresa.

A redução não é representativa de nossa perspectiva fundamental e crença no retorno de longo prazo do investimento que acreditamos que terá para nossos acionistas.

Cathie Wood, CEO e fundadora da ARK Invest.

Leia mais:

A Ark conta com uma pequena participação do Twitter através de seu fundo de risco, que é aberto ao público e inclui investimentos públicos e privados.

publicidade

O Twitter não vive um bom momento em publicidade. Recentemente, Elon Musk disse que a verba desse setor na empresa caiu quase 50% e conta com uma “pesada carga de dívidas”.

Outra dificuldade da rede social veio com o lançamento do Threads, o novo aplicativo de microblogging da Meta que alcançou mais de 100 milhões de usuários em menos de uma semana.

Sobre a rival do Twitter, a CEO da Ark Invest disse que as redes podem “coexistir”.

Acho que o Threads acendeu o fogo competitivo ou aumentou um pouco e será bom para o Twitter. Também achamos que, a longo prazo, Elon e sua equipe levam muito a sério que vão transformá-lo em um aplicativo para tudo.

Cathie Wood, CEO e fundadora da ARK Invest.

Cathie Wood se refere à fala de Musk logo após comprar o Twitter, dizendo que a aquisição facilitaria a criação de um “aplicativo para tudo”.

Threads segue o Twitter e limita a quantidade de posts

  • Em anúncio no Threads, o CEO do Instagram, Adam Mosseri, disse que a rede social limitará as postagens devido ao aumento de ataques de spam;
  • Os ataques de spam aumentaram, então teremos que ficar mais rígidos em coisas como limites de taxa, o que significará mais limitação involuntária de pessoas ativas (falsos positivos). Se você for pego nessas proteções, avise-nos.”, disse Mosseri;
  • O executivo não mencionou a quantidade de posts que os usuários ficarão limitados;
  • A medida é semelhante uma decisão recente do Twitter em implementar limites de publicações para “detectar e eliminar bots e agentes mal-intencionados”;
  • Agora, usuários novos e não verificados do Twitter podem ver até 500 postagens por dia, usuários antigos sem verificação podem ver 1.000 e os assinantes do Twitter Blue — que contam com a verificação — podem ver até 10.000 posts por dia.

Com informações de The Guardian, Wall Street Journal e Washington Post.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!