A OpenAI, Alphabet (Google), Meta, Amazon, Anthropic e Inflection, principais empresas de IA atualmente, aceitaram um pedido da Casa Branca sobre implementar medidas como marca d’água em todo conteúdo gerado por IA para tornar a tecnologia mais segura. A mudança foi anunciada nesta sexta-feira (21) pelo governo de Joe Biden. 

Segundo informações da Reuters, as companhias irão testar os sistemas antes de lançá-los. O acordo também pede que elas passem a compartilhar informações sobre como reduzir riscos e investir em segurança cibernética. 

Leia mais! 

O que você precisa saber: 

publicidade
  • A IA generativa ganhou holofotes graças a chegada do ChatGPT no final do ano passado; 
  • Desde então, legisladores de todo o mundo iniciaram uma busca para mitigar os perigos da tecnologia, considerando a segurança nacional e a economia; 
  • A medida adotada pelos EUA é vista como uma vitória para o esforço do governo Biden de regulamentar a tecnologia; 
  • As empresas também se comprometeram em proteger a privacidade dos usuários à medida que a IA se desenvolve e garantir que as plataformas sejam livres de preconceitos e não sejam usadas para discriminar grupos vulneráveis; 
  • Outros compromissos incluem o desenvolvimento de soluções de IA para problemas científicos, como pesquisa médica e mudanças climáticas. 

Os acordos com as big techs chegam após o líder da Maioria do Senado americano, Chuck Schumer, pedir uma “legislação abrangente e trabalho conjunto no Congresso para o país avançar e garantir salvaguardas no que diz respeito a IA.  

Como será a maca d’água da IA? 

As companhias assumiram o compromisso de desenvolver um sistema de marca d’água que será aplicado sobre todas as formas de conteúdo, desde texto, imagens, áudios até vídeos gerados por IA, para os usuários saberem quando a tecnologia foi usada. 

Esse selo, incorporado ao conteúdo de maneira técnica, facilitará a identificação de imagens ou áudios deepfake que podem, por exemplo, criar golpes ou distorcer fotos. Ainda não está claro como ela será mostrada no conteúdo. 

Vale lembrar que o governo americano também estuda um projeto de lei separado que obriga anúncios políticos a revelarem se a IA foi usada para criar imagens, campanhas ou outros conteúdos. Biden também está analisando o desenvolvimento de uma ordem executiva e legislação bipartidária sobre tecnologia de IA. 

Com informações da Reuters 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!