O Threads bombou assim que foi lançado, em 5 de julho, atingindo 100 milhões de usuários menos de uma semana depois. No entanto, o sucesso da nova rede social da Meta não durou muito, no que, segundo o CEO Mark Zuckerberg, o Threads perdeu mais da metade dos usuários pouco tempo depois de estrear.

Porém, engana-se quem acha que a empresa de Zuckerberg vai desistir tão fácil: já existe um plano para reter os internautas e continuar competindo com o Twitter. O CEO falou sobre a rede social em uma reunião interna da Meta e a Reuters teve acesso.

Leia mais:

O que Zuckerberg disse sobre o Threads

Para o CEO da Meta, desenvolvedora do Facebook, Instagram e, agora, do Threads, mesmo que a plataforma tenha perdido metade dos usuários depois do lançamento e que “não seja perfeita”, a retenção desse público foi “melhor do que os executivos esperavam”.

publicidade

Obviamente, se você tiver mais de 100 milhões de pessoas inscritas, idealmente seria incrível se todas elas ou mesmo metade delas permanecessem. Ainda não chegamos lá.

Mark Zuckerberg

Zuckerberg ainda afirmou que considera que as desistências sejam “normais” e que espera que a retenção de usuários cresça à medida que a Meta adicione mais recursos ao Threads.

Threads
Threads bombou na primeira semana, superando até o ChatGPT na velocidade de crescimento (Imagem: rafapress / Shutterstock)

Planos da Meta

  • No entanto, a Meta não está desistindo de fazer o Threads continuar bombando, como aconteceu no lançamento.
  • Isso porque, assim que a plataforma estreou, as ações da Meta subiram 8%, dando esperança de que a empresa recuperaria os investimentos perdidos na empreitada do metaverso.
  • Segundo o diretor de produtos da big tech, Chris Cox, a empresa vai adicionar “ganchos de retenção” para atrair usuários de volta ao aplicativo.
  • Um desses ganchos seria fazer com que as pessoas que usam o Instagram possam ver tópicos importantes da rede social vizinha.
Para logar no Threads, é necessária uma conta no Instagram (Imagem: Rodrigo Mozelli/Olhar Digital)

Outros planos da Meta

  • Na mesma reunião, Zuckerberg destacou que, apesar dos reveses do metaverso, acredita que o projeto esteja indo “no caminho certo”.
  • Além disso, acrescentou que a Meta precisava começar a retomar os esforços nesse setor, para fazer frente a rivais como Apple, Google e Microsoft.
  • Já no Threads, alguns dos próximos recursos planejados — e que devem atrair alguns usuários de volta — são a funcionalidade de pesquisa, o feed cronológico e a versão para desktop. Nenhum tem data de lançamento.
  • Ainda, o CEO e Cox também lembraram do lançamento do Llama 2, uma modelo de inteligência artificial disponibilizado gratuitamente para uso comercial e que ajuda qualquer desenvolvedor com serviços de menos de 700 milhões de usuários.
  • Mudando de assunto, quando perguntado sobre a luta contra Elon Musk, Zuckerberg afirmou que “não tem certeza se vai dar certo”.

Com informações de Reuters

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!