A BYD lançou no segundo semestre de 2023 o Dolphin EV, mais um automóvel 100% elétrico e, em apenas uma semana, superou todas as expectativas no mercado brasileiro, vendendo mais de 1.200 unidades. E com praticamente duas semanas, atingiu 3 mil unidades vendidas, possivelmente desbancando a Volvo como líder dos elétricos no Brasil.

Curiosamente, a empresa fundada por Wang Chuanfu em 1995 nem era uma fábrica de veículos. Nesta matéria do Olhar Digital, você vai saber um pouco mais sobre essa marca, se ela tem ou não fábrica no Brasil, como ela surgiu e porque hoje ela avança a passos largos no mercado de carros elétricos.

Leia Mais:

O que significa a sigla BYD?

BYD, iniciais da frase e inglês “Build Your Dreams” – ou seja, “Construa Os Seus Sonhos”, é o que fez o chinês Wang Chuanfu, ao fundá-la em 1995, porém ela só começou a fabricar veículos em 2003 com o segmento BYD Auto no sul da China e curiosamente, no mesmo ano da sua grande rival Tesla. No mercado chinês ela ainda tem muito o que alcançar, já que está entre as 10 marcas de carros fabricados no país, mas ainda longe do topo. BYD se pronuncia como no inglês, cada letra em separado.

publicidade
BYD – Build Your Dreams (Construa Os Seus Sonhos) – Imagem: Logo/Divulgação

Qual é o país de origem da marca de carros BYD?

Como já mencionamos acima, o país de origem da marca de carros BYD é a China, mas ela já está presente em diversos países.

Sua fundação, na verdade, se deu até anos antes de 1995. Wang Chuanfu, que é o atual CEO da BYD Company, literalmente construiu seu sonho de contribuir para o crescimento da China de uma forma não-poluente, buscando o bem-estar da população e também a geração de empregos verdes.

A empresa nasceu produzindo baterias para celulares, tornando-se muito conhecida e só em seguida é que passou para a produção de carros e ônibus elétricos, além dos trêns urbano, também movidos à energia elétrica.

Foi em 2005 que ela fabricou seu primeiro modelo de automóvel, o F3. Muito parecido com o Toyota Corolla, porém muito mais barato. Já em 2008 o primeiro carro plug-in do mundo, o F3DM. Dois anos depois surge o E6, carro com bateria elétrica. Naquele mesmo ano de 2010 o mega investidor Warren Buffett tornou-se acionista da empresa, sinal de que o crescimento chamou a atenção do mundo.

Uma das estratégias desse crescimento foi copiada das grandes marcas, já consolidadas no mercado: produzir peças, moldes e tecnologias internamente, deixando o preço controlado e a marca com grande autonomia.

BYD tem fábrica no Brasil?

Outro passo importante foi dado em 2012, ao expandir a produção e se tornar a primeira empresa do mundo a investir em pesquisa e desenvolvimento de caminhões elétricos. Em 2015, finalmente ela chegou ao Brasil com as fábricas de montagem de ônibus elétricos em Campinas (SP) e em 2023 negocia com a antiga Ford para instalar um complexo industrial de veículos híbridos e elétricos.

Em 2019, a BYD bateu a meta de vender mais carros eletrificados do que os modelos tradicionais a gasolina. No mesmo ano, lança seu centro de design com grandes nomes que participaram da criação da Audi, Ferrari e Mercedes-Benz.

Em 2022, a montadora alcançou o título de maior vendedora de carros elétricos, com a comercialização de cerca de 641.000 EVs, ultrapassando a grande e conhecida Tesla. Em 2023 já vendeu 2 milhões de veículos, segundo dados da NeoCharge.

No Brasil, a BYD oferece automóveis, vans, caminhões, ônibus, empilhadeiras e até soluções em energia solar. Sua sede está em Campinas (SP). Os principais carros elétricos da marca no Brasil são: o recêm-lançado BYD Dolphin, BYD Yuan Plus, BYD Tan, BYD Song Plus, e o luxuoso sedan BYD Han.

Para informações sobre onde adquirir o seu BYD acesse: https://www.byd.com.br/