A Uber registrou o primeiro lucro operacional de sua história. É um marco importante para a empresa porque estanca as perdas em suas divisões de delivery e transporte de passageiros.

Para quem tem pressa:

  • A Uber registrou o primeiro lucro operacional de sua história;
  • A empresa registrou um lucro líquido de US$ 394 milhões e receita de US$ 9,23 bilhões no segundo trimestre de 2023;
  • O resultado vem após prejuízo de US$ 2,6 bilhões;
  • Nos últimos meses, o número de usuários na plataforma aumentou 12% para 137 milhões em todo o mundo;
  • Já as viagens realizadas tiveram alta de 22%, para 2,28 bilhões.

Esses resultados se deram por conta da “manutenção de uma demanda robusta e continuidade na disciplina de custos”, segundo Dara Khosrowshahi, CEO da Uber.

Leia mais:

Lucro operacional da Uber

Pessoa com aplicativo do Uber aberto em celular dentro de carro
(Imagem: Reprodução)

A empresa de mobilidade estadunidense registrou um lucro líquido de US$ 394 milhões (aproximadamente R$ 2 bilhões) e receita de US$ 9,23 bilhões (R$ 44 bilhões) no segundo trimestre de 2023. O resultado vem após prejuízo de US$ 2,6 bilhões (R$ 12 bilhões).

publicidade

Nos últimos meses, o número de usuários na plataforma aumentou para 137 milhões em todo o mundo – um salto de 12%. Já as viagens realizadas por meio do aplicativo tiveram alta de 22% (2,28 bilhões).

Apesar desses números positivos, as ações da Uber tiveram uma queda de quase 5% no valor. Por outro lado, acumularam um aumento de 86% desde o início do ano, com um valor de mercado atual de cerca de US$ 95 bilhões (R$ 456 bilhões).

A Uber não divulgou dados específicos sobre sua operação no Brasil. Mas informou que a receita na América Latina aumentou 30%, totalizando US$ 627 milhões (R$ 3 bilhões) no segundo trimestre.

Esses resultados positivos representam a primeira vez que a Uber alcança lucro operacional sem apresentar prejuízos.

Para o próximo trimestre, a empresa espera que o valor transacionado em sua plataforma atinja US$ 35 bilhões (R$ 168 bilhões) e estima um Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) entre US$ 975 milhões (R$ 4,6 bilhões) e US$ 1,03 bilhão (R$ 5 bilhões).

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!