Há 21 anos foi criado o maior portal de reclamação de empresas do Brasil e, hoje, o site tem norteado milhares de pessoas a estabelecer uma relação de compra com muitas organizações. O Reclame Aqui alcançou uma credibilidade enorme no país, de forma que ter uma nota boa lá se tornou o objetivo de muitos empresários.

Afinal se a reputação for boa, a possibilidade de aumentar seus negócios com os clientes é promissora. Mas se a nota for baixa ou ruim, a empresa pode perder muito diante dos consumidores. No entanto, quais são os critérios de avaliação servem para determinar se uma empresa é confiável no Reclame Aqui? Confira agora.

Leia mais

Reclame Aqui: como saber se uma empresa é confiável?

Claramente, não foi à toa que o Reclame Aqui alcançou o patamar de seriedade que representa hoje para os milhares de consumidores no Brasil. O seu fundador, Maurício Vargas, tinha em sua sala a seguinte frase ‘não faz sentido acumular riqueza, o importante é ter um negócio que muda a vida das pessoas’, o que define bem os princípios do portal. Essa informação esteve na nota oficial que o Reclame Aqui soltou na imprensa quando Maurício faleceu aos 58 anos em 2021, em consequência da Covid 19.

publicidade

Critérios de avaliação do Reclame Aqui

Entre as ótimas prestações de serviços que o Reclame Aqui entrega para o consumidor, está a função de mostrar se uma empresa é confiável ou não. Para isso, o portal considera as avaliações dos próprios consumidores. A partir daí, os critérios de avaliação são os seguintes, segundo o próprio site do Reclame Aqui:

Taxa de Resposta

Aqui é considerado a porcentagem de reclamações respondidas, sendo que apenas a primeira resposta é considerada após a reclamação ativa do consumidor.

Média das Avaliações

Nesta etapa o portal reúne apenas reclamações finalizadas e avaliadas, aplicando em seguida média aritmética das notas que variam de 0 a 10.

Índice de Solução

Com as reclamações finalizadas e avaliadas, o Reclame Aqui calcula a porcentagem de reclamações onde os consumidores, ao finalizar, consideraram que o problema que originou a reclamação foi resolvido ou não.

Voltaria a fazer negócios?

Aqui o portal calcula o índice de respostas, quando a pessoa responde a essa pergunta, após a reclamação finalizada e já avaliada pelo consumidor.

Dessa forma, a partir desses critérios o Reclame Aqui avalia a nota de cada empresa. E será essa nota que vai definir se uma empresa é confiável ou não.

Manual de reputação do Reclame Aqui

O Reclame Aqui ganhou notoriedade, principalmente, por sua transparência. Então o próprio site mostra o passo a passo completo de avaliação das notas no seu manual. Funciona assim, a opinião dos consumidores que avaliaram as empresas com os critérios citados anteriormente segue uma fórmula:

AR = ((IR * 2) + (MA * 10 * 3) + (IS * 3) + (IN * 2)) / 100

Considerando:

> Índice de Reclamações Respondidas (IR)
> Índice de Voltaria a Fazer Negócio (IN)
> Índice de Solução (IS)
> Nota do Consumidor (MA)

E assim os resultados chegam na tabela abaixo:

Tabela de Notas Reclame Aqui
Imagem Divulgação Reclame Aqui

Portanto, é a partir da nota que é possível verificar a reputação de uma empresa no Reclame Aqui, mas o portal também tem uma ferramenta para considerar se um site é confiável ou não. 

Para saber se o site é confiável, basta acessar o menu da home Page do Reclame Aqui na aba Detector de Site Confiável, depois, cole o link da loja ou site e, por último, clique em “Analisar Site” e descubra se ele é confiável.

Print do detector de site Reclame Aqui
Imagem Divulgação Reclame Aqui

Geralmente, quando é confiável, o portal mostrará dados como a própria nota do site no Reclame Aqui ou um parecer do detector informando que não foram encontradas informações suspeitas daquele site.

Qual nota é considerada boa no Reclame Aqui?

Como a tabela do próprio Reclame Aqui revela, uma nota considerada boa está entre 7 e 7.9, menos que isso, será considerada regular. E maior que 7.9, será considerada ótimo.

Vale lembrar que para receber qualquer nota e entrar naquela fórmula, a empresa precisa ter passado por pelo menos duas avaliações.

Entre outras coisas, a empresa alcança automaticamente o pior título “Não Recomendada”, se conquistar a façanha do índice de resposta inferior a 50% e também se a nota for igual ou menor que 5. Além disso, existe o termo “Sem Índice”, que é quando a empresa possui apenas 10 ou menos avaliações.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!