Se você estiver sem criatividade para um jantar especial ou só quiser diversificar e provar um alimento novo, já é possível comprar o primeiro salmão impresso em 3D a ser disponibilizado nos supermercados. Além de conter níveis de proteínas e ômega-3 semelhantes ao peixe original, o produto é vegano, tem menos emissões de carbono envolvidas em sua produção e tem um sabor que imita o real.

Leia mais:

Salmão 3D vegano nos supermercados

O alimento em questão se chama “THE FILET – Inspired By Salmon” (em tradução livre, O FILÉ – Inspirado em Salmão) e foi inventado pela startup alimentícia Revo Foods

Um comunicado da empresa compartilhado pelo site IFLScience afirma que, com o lançamento do produto, inaugura-se uma era de “revolução alimentar criativa.

publicidade

Com o marco da impressão 3D de alimentos em escala industrial, estamos entrando em uma revolução alimentar criativa, uma era em que os alimentos são elaborados exatamente de acordo com as necessidades do cliente.

Robin Simsa, CEO da Revo Foods
Essa é a embalagem do salmão vegano (Foto: Revo Foods/Divulgação)

Do que o salmão é feito

A Revo Foods se juntou a outra startup, chamada Mycorena, para desenvolver microproteínas próprias para serem impressas em 3D e tornar o alimento o mais próximo possível do real. Elas são feitas de fungos filamentosos.

De acordo com a empresa, o salmão 3D tem vitaminas semelhantes ao original, como vitaminas A, B2, B12 e D2, além de ômega-3 e 9,5 gramas de proteínas a cada 100 gramas (isso é um pouco menos do que o peixe normal).

Importância

  • O projeto vem em meio a uma tendência de sobrepesca no cenário global, uma situação em que os peixes são pescados mais rapidamente do que conseguem se reproduzir. Assim, as populações têm diminuído.
  • Outro problema que pode ser resolvido com o salmão 3D são as emissões da atividade.
  • Atualmente, a produção de alimentos é responsável por cerca de um quarto das emissões globais, sendo 31% provenientes de atividades pecuárias e relacionadas à pesca e 18% vindos da cadeia de abastecimento, como transporte e processamento.
  • Segundo a própria Revo Foods, a produção do salmão vegano emite de 77% a 86% menos dióxidos de carbono e usa 95% menos de água do que todo o processo de um salmão de verdade.
  • Para fazer o filé 3D funcionar e incentivar essa produção menos nociva ao meio ambiente, a empresa está apostando em recriar o sabor do salmão, para agradar pessoas veganas e não veganas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!