O Rotten Tomatoes é um site de agregação de críticas de filmes e séries que se tornou uma referência principal na avaliação crítica de obras audiovisuais. Utilizando um sistema de pontuação que compila avaliações de críticos profissionais, ele fornece uma classificação em porcentagem conhecida como Tomatometer.

O Tomatometer tem mostrado sua capacidade de influenciar a percepção do público em relação as produções, afetando a decisão dos espectadores sobre o que assistir. Não é raro presenciar algumas pessoas associando uma alta pontuação no Rotten Tomatoes à qualidade inquestionável de uma obra. 

No entanto, existem razões pelas quais você pode querer pensar duas vezes antes de confiar no Rotten Tomatoes como medida de qualidade de um filme. A seguir, abordaremos 3 motivos para você não dar tanto valor a uma classificação do Rotten Tomatoes.

Possível manipulação

Segundo um artigo da Vulture de setembro de 2023, empresas de publicidade de filmes supostamente tentam manipular as pontuações no site para promover sua produções. O artigo relata como a empresa de publicidade Bunker 15 tentou manipular as avaliações do filme “Ophelia” no Rotten Tomatoes, pagando críticos para escrever críticas positivas.

publicidade

A empresa também tentou influenciar esses escritores a não publicarem suas críticas negativas em seus sites habituais, sugerindo que os textos com avaliações negativas fossem mantidos em blogs menos visíveis que o Rotten Tomatoes não costuma verificar.

Como resultado dessas táticas, várias críticas positivas foram adicionadas à pontuação do filme no Rotten Tomatoes, mudando sua classificação de “podre” para “fresco”.

Imagens dos símbolos do Tomatometro. De cima para baixo, da esquerda para direita: Tomate Fresco, Tomate Podre, Fresco Certificado (acima de 75% de aprovação), Tomate Cinza (sem avaliação disponível) / Crédito (reprodução)

Leia mais:

Simplificação excessiva no sistema de pontuação 

Você sabia que a porcentagem no Rotten Tomatoes não representa a média das notas de um filme ou série? Na verdade, ela apresenta a proporção de avaliações positivas em relação ao total de avaliações contabilizadas.

O Tomatometer é uma porcentagem que representa a proporção de críticas positivas em relação ao total de críticas contadas pelo Rotten Tomatoes. Essas críticas positivas podem incluir análises que deram notas altas, bem como análises que são geralmente favoráveis ao filme, mesmo que não deem uma nota perfeita.

Por exemplo, se um filme recebe 100 avaliações dos críticos e 75 delas são positivas, então o Tomatometer desse filme será de 75%. Isso significa que 75% das avaliações dos críticos foram positivas, independentemente das notas específicas atribuídas.

Página do filme “Você Não Tá Convidada pro Meu Bat Mitzvá!”no Rotten Tomatoes. Aqui, o filme conta com alta aprovação, mas nota agregada média (6.9). (reprodução)

Então, é possível que um filme com notas muito altas e um filme com notas modestamente positivas tenham o mesmo Tomatometer. Da mesma forma, um filme com notas muito altas, mas também algumas notas baixas, pode ter o mesmo Tomatometer que um filme com notas modestamente positivas, desde que a proporção de avaliações positivas seja semelhante.

Entretanto, o Rotten Tomatoes também fornece a média das notas de um filme. Mas essa nota está “escondida”. Para acessá-la, basta clicar em cima da porcentagem do Tomatometer.

O Rotten Tomatoes calcula sua pontuação com base em uma divisão simples entre avaliações positivas e negativas. O que, muitas vezes, pode não refletir a complexidade das opiniões dos críticos. Essa abordagem não leva em consideração nuances nas críticas.

As pontuações do Rotten Tomatoes são divulgadas após receber apenas algumas poucas críticas iniciais.

Página do filme The Saint of Second Chances no Rotten Tomatoes. Aqui, o filme consta com 100% de aprovação, mas com apenas 11 críticas. (reprodução)

A matéria da Vulture aponta como os estúdios de cinema e as agências de publicidade que trabalham na promoção de filmes exploram o sistema de classificação simplista e binário do Rotten Tomatoes, empregando uma variedade de estratégias para manipular as avaliações. Além disso, destaca que essa manipulação é exacerbada pelo fato de o Rotten Tomatoes divulgar pontuações após apenas um punhado de pouquíssimas críticas iniciais, não se importando que essas análises possam não ser amostras representativas.

Segundo a Vulture, as agências de publicidade contratadas para promover filmes empregam uma série de estratégias astutas, como a seleção criteriosa de críticos em exibições prévias, escolhendo aqueles que provavelmente terão uma visão favorável do filme. Isso é feito com o objetivo de influenciar positivamente as pontuações iniciais do filme no Rotten Tomatoes.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!