As mudanças climáticas têm provocado graves problemas ao planeta. Mas o aquecimento global também pode causar prejuízos à saúde. Um exemplo é o aumento dos distúrbios relacionados ao álcool. A conclusão faz parte de uma pesquisa de cientistas de saúde ambiental da Escola Mailman de Saúde Pública da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos.

Leia mais

publicidade

Relação entre as mudanças climáticas e o alcoolismo

O estudo foi publicado na Communications Medicine e é provavelmente a primeira investigação abrangente da associação entre temperatura e visitas hospitalares relacionadas ao alcoolismo e ao consumo de outras substâncias.

Vimos que, durante períodos de temperaturas mais altas, houve um aumento correspondente nas visitas hospitalares relacionadas ao uso de álcool e substâncias, o que também chama a atenção para algumas consequências potenciais menos óbvias das mudanças climáticas.

Robbie M. Parks, professor da Universidade de Columbia

Nas últimas décadas, tem havido uma tendência crescente de mortes e doenças relacionadas ao álcool e consumo da substância nos Estados Unidos, particularmente em adultos de meia-idade a idosos. As mortes por overdose de drogas, por sua vez, aumentaram mais de cinco vezes desde o final do século 20.

publicidade

Os pesquisadores examinaram a relação entre temperatura e visitas ao hospital relacionadas ao álcool e outras drogas, incluindo cannabis, cocaína, opioides e sedativos no estado de Nova York. Eles usaram dados de 671.625 visitas hospitalares relacionadas a álcool e 721.469 transtornos relacionados a substâncias ao longo de 20 anos e um registro abrangente de temperaturas diárias e umidade relativa do ar.

Eles descobriram que quanto mais altas as temperaturas, mais visitas ao hospital por distúrbios relacionados ao álcool. O calor potencializa o consumo das substâncias ao ar livre, por exemplo, além de aumentar a transpiração causando maior desidratação e problemas à saúde do paciente.

publicidade

Para outros transtornos relacionados a drogas (cannabis, cocaína, opioides, sedativos), temperaturas mais altas também resultaram em mais visitas ao hospital.

Calor pode provocar aumento dos casos de alcoolismo e overdose de drogas (Imagem: Tom Wang/Shutterstock)

Próximos estudos

  • Segundo os pesquisadores, o trabalho pode subestimar a ligação entre o aumento da temperatura e transtornos por uso de substâncias, porque os transtornos mais graves podem ter resultado em mortes antes de uma visita ao hospital ser possível.
  • No futuro, eles querem tentar vincular casos de óbitos com registros de visitas hospitalares para criar uma imagem mais completa do histórico médico dos pacientes.
  • Enquanto isso, cientistas e autoridades de saúde pública podem buscar intervenções, como campanhas de conscientização sobre os riscos do aumento das temperaturas no uso de substâncias.
  • Os resultados podem informar políticas sobre assistência proativa de comunidades vulneráveis a álcool e substâncias durante períodos de temperaturas elevadas.
  • As informações são da Medical Xpress.