A Microsoft pode finalmente finalizar o acordo de US$ 68,7 bilhões pela compra da Activision Blizzard na próxima semana. A empresa inclusive já tem uma data definida para isso: 13 de outubro, próxima sexta-feira.

O que você precisa saber

  • A informação veio de uma fonte ouvida pelo The Verge familiarizada com os planos da Microsoft
  • O anúncio, caso confirmado, acontecerá 20 meses após o início das negociações pela dona da franquia “Call of Duty”.
  • A data ainda depende de liberação da Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido (ou CMA na sigla em inglês), que deve sair nos próximos dias.

Leia mais:

O órgão regulador britânico bloqueou o fechamento do negócio no início de 2023 por preocupações com o impacto da fusão das gigantes na concorrência no nicho de jogos (especialmente os que rodam em nuvem).

Para contornar o problema, a Microsoft reestruturou o acordo, prometendo transferir os direitos de vários games que rodam nuvem da Activision Blizzard para a Ubisoft. Como resultado, a fabricante do Xbox conseguiu uma aprovação preliminar da CMA em setembro.

publicidade

Coincidentemente, termina nesta sexta (6) o prazo para a coleta de opiniões que decide se o negócio irá prosseguir. A decisão final, por sua vez, é esperada para os próximos dias (exceto caso uma nova surpresa apareça na última hora).

Microsoft e Activision

  • A Microsoft e a Activision prorrogaram recentemente o prazo para fechar o acordo de fusão até o dia 18 de outubro.
  • O sinal verde dos reguladores britânicos por encerrar um longo processe de 20 meses de batalhas regulatórias na Europa e também nos Estados Unidos.
  • No início deste ano, a CMA bloqueou o acordo no Reino Unido semanas após a UE aprovar o acordo (com concessões). 
  • As batalhas regulatórias na Europa ocorreram depois da FTC também tentar (e não conseguir) bloquear a aquisição da Activision Blizzard nos EUA no ano passado por meio de uma liminar.