A BYD, fabricante chinesa de veículos elétricos, inaugurou, nesta segunda-feira (09), seu futuro complexo industrial em Camaçari, na Bahia – o maior da empresa fora da China. A cerimônia contou com a presença do fundador e CEO Wang Chuanfu, da vice-presidente executiva e CEO para as Américas, Stella Li, e do presidente da BYD Brasil, Tyler Li.

Para quem tem pressa:

  • A fabricante chinesa de veículos elétricos BYD inaugurou seu futuro complexo industrial em Camaçari, Bahia – o maior da empresa fora da China;
  • A cerimônia contou com a presença do fundador e CEO da BYD, Wang Chuanfu, e outras autoridades federais, estaduais e municipais;
  • As três fábricas em Camaçari produzirão chassis de ônibus, caminhões elétricos, veículos de passeio elétricos e híbridos, além de processar lítio e ferro fosfato;
  • A expectativa é iniciar a produção entre o fim de 2024 e o início de 2025, com capacidade instalada de cerca de 150 mil veículos por ano na primeira fase;
  • O novo complexo vai gerar cinco mil empregos, transformando Camaçari num polo para fornecedores ligados a veículos elétricos, segundo a empresa.

Também estiveram presentes na cerimônia o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, os ministros Rui Costa (Casa Civil) e Juscelino Filho (Comunicações), o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), entre outras autoridades federais, estaduais e municipais.

Leia mais:

O Brasil é um mercado incrivelmente promissor e pode ser um exemplo para o mundo de que a eletrificação não só é possível, como também melhora a vida de todos aqui.

Wang Chuanfu, CEO e fundador da BYD

BYD na Bahia

Wang Chuanfu, fundador e CEO da BYD, em cerimônia na Bahia
Wang Chuanfu, fundador e CEO da BYD, em cerimônia na Bahia (Imagem: Divulgação/BYD)

As três fábricas de Camaçari irão produzir chassis de ônibus, caminhões elétricos, veículos de passeio elétricos e híbridos, e processar lítio e ferro fosfato. A partir de agora, a expectativa é iniciar a produção entre o fim de 2024 e o início de 2025, com capacidade instalada próxima dos 150 mil veículos por ano durante a primeira fase de implantação.

publicidade

A BYD tem muito orgulho de representar a reconstrução da indústria automobilística no Brasil. Somos uma empresa com mais de 90 mil engenheiros. E queremos apoiar a Bahia, especialmente a região de Camaçari, a se tornar o Vale do Silício do Brasil. É por isso que vamos construir um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Salvador. Ao mesmo tempo, já estamos trabalhando duro para criar a solução brasileira para nossos carros híbridos plug-in: a combinação de etanol e energia elétrica. Duas fontes de energia limpa para levar o Brasil em direção a um futuro mais verde.

Wang Chuanfu, CEO e fundador da BYD

Em julho de 2023, a BYD anunciou o investimento de R$ 3 bilhões para instalar três linhas de produção diferentes dentro de um mesmo complexo fabril. A vice-presidente executiva Stella Li disse quais modelos serão fabricados lá: BYD Dolphin, Song Plus e Yuan Plus.

Segundo a empresa, o novo complexo vai gerar cinco mil empregos e trará Camaçari de volta aos holofotes nacionais da indústria brasileira. Ainda de acordo com a BYD, suas fábricas transformarão a cidade baiana num polo de atração de fornecedores diversos ligados a toda cadeia produtiva, desde peças e acessórios até prestadores de serviços.

Agradecemos a oportunidade de estarmos aqui hoje colocando a pedra fundamental para que possa ser iniciada a construção de uma indústria com um novo modelo de cuidado ambiental e com a classe de trabalhadores. Hoje, aqui, há também a oportunidade para construção de uma nova Bahia e um novo Brasil.

Jerônimo Rodrigues, governador da Bahia

Como será a futura fábrica da BYD

BYD fábrica
Fábrica da BYD em Changzhou, que vai servir de espelho para a de Camaçari, na Bahia (Imagem: Divulgação/BYD)

Olhar Digital viajou à China a convite da empresa e conheceu a fábrica de Changzhou, que será usada como espelho para Camaçari – por isso, deu para saber alguns detalhes da futura instalação em solo brasileiro.

Confira abaixo os destaques sobre a fábrica de Changzhou:

  • A fabricação de um carro por lá leva, em média, 4 horas. Esse é o tempo que demora para o veículo passar pelo processo completo de estampagem, soldagem, pintura e montagem final. Em média, a cada 1 minuto, sai um carro da linha de produção na fábrica da BYD em Changzhou.
  • Em 2022, a produção mensal média de veículos elétricos foi de cerca de 20 mil unidades, ou 240 mil veículos no ano.
  • Atualmente, são mais de 12 mil funcionários na fábrica da BYD em Changzhou.
  • A instalação abrange uma área de aproximadamente 1.720.000 metros quadrados.
  • Por lá, são fabricados dois modelos: Yuan Plus e Seal.
  • Os robôs industriais usados são principalmente da japonesa FANUC e da alemã KUKA.
  • Levou cerca de 2 anos para a construção do complexo. Segundo a BYD, o prazo foi um pouco maior do que o previsto por causa dos impactos causados pela pandemia de Covid-19.
  • A BYD possui oito fábricas de produção de veículos na China, juntamente com dezenas de outras indústrias que fornecem peças e acessórios.
  • Cada fábrica tem suas vantagens em relação à localização geográfica e recursos, e as instalações de fabricação selecionadas são determinadas pela estratégia da empresa.
  • De acordo com a BYD, a fábrica de Changzhou utiliza a mais moderna tecnologia e um alto grau de automação. Por isso, serve de modelo para as futuras fábricas no exterior – como será o caso de Camaçari.
  • A operação da fábrica depende principalmente da eletricidade, mas também é usado gás natural em parte da operação.