A General Motors (GM) parece estar enfrentando diversos obstáculos na construção de seus caminhões elétricos. O plano inicial de iniciar a produção dos EVs em suas instalações Orion em Detroit (EUA), que aconteceria em 2024, foi adiado para o final de 2025.

Para quem tem pressa:

  • A GM anunciou, anteriormente, que a produção de seus caminhões elétricos nas instalações Orion, em Detroit (EUA), teria início em 2024;
  • Diante alguns imprevistos, a montadora adiou o plano para o final de 2025;
  • Segundo a GM, esse atraso está ocorrendo “para gerenciar melhor o investimento de capital e, ao mesmo tempo, se alinhar com a evolução da demanda de EV”;
  • As instalações de Orion são usadas para a construção dos modelos Chevy Bolt EV e EUV – ambos com previsão de encerramento no final de 2023.

Leia mais:

A GM disse que os funcionários da Orion serão direcionados para as instalações da empresa Factory Zero em Detroit-Hamtramck – que está sendo utilizada na construção dos modelos a picape e SUV GMC Hummer EV, Chevy Silverado EV e Cruise Origin, destaca o The Verge.

Além disso, converter a Orion em uma fábrica de caminhões elétricos deve custar cerca de US$ 4 bilhões (R$ 20 bilhões na conversão direta) para a GM. “A construção inclui instalações significativas e expansão de capacidade no local, incluindo novas oficinas de carroceria e pintura e novas áreas de montagem geral e montagem de baterias”, afirmou a multinacional.

publicidade

Nova plataforma da GM deve impulsionar criação de softwares automotivos

A General Motors está investindo em API (interface de programação de aplicações) que deve fornecer tecnologia necessária para criação de novos softwares. Com isso, a montadora estima que desenvolvedores utilizem a plataforma para criar aplicativos voltados ao setor automotivo.

Chamada de uServices, a API da GM não será recurso exclusivo. Como parte da Connected Vehicle Systems Alliance (COVESA), a tecnologia estará disponível de forma universal – permitindo que todos os concorrentes acessem os softwares disponíveis.

Leia a matéria completa aqui.