Os compromissos mundias em limitar o aumento da temperatura global foram corroborados com a popularização dos carros elétricos e com a ampliação do uso de energias limpas. No entanto, como é esperado, isso vem acompanhado do aumento da demanda por esses tipos de energia.

E as redes elétricas, responsáveis por abastecer boa parte desse sistema, podem não dar conta do recado. Isso é o que mostra um relatório divulgado pela Agência Internacional de Energia, destacando que 80 milhões de quilômetros de redes no mundo todo precisam ser atualizados ou não suportarão a demanda.

Leia mais:

Atualização das redes mundiais

As redes elétricas estão presentes em quase todos os lugares do mundo, mas, mesmo com o avanço das discussões sobre sustentabilidade, ainda não receberam a devida atenção.

publicidade

De acordo com o site The Verge, se os governos e serviços públicos quiserem manter as redes já existentes funcionando de forma confiável para focarem em outros setores de energia limpa, terão que atualizá-las até 2040.

O relatório destacou que são 80 milhões de quilômetros no mundo inteiro que precisam de modernização para continuarem funcionando.

energia elétrica
Imagem: TWStock/Shutterstock

Futuro elétrico

  • Tudo isso acontece porque, com os compromissos pela eletrificação e outras formas de sustentabilidade, a rede elétrica terá que suportar a demanda. Se não for atualizada para comportá-la, pode falhar com os países e, consequentemente, com os objetivos climáticos.
  • O relatório da agência destaca que, apesar de não ser o único foco para garantir as metas estabelecidas, as redes são grande parte desse processo.
  • Ainda, o documento revela que os investimentos no setor estão parados há mais de uma década a nível mundial.
  • Para correr atrás do tempo perdido, seria necessário investir US$ 600 bilhões por ano até o final desta década.