A Microsoft anunciou que está lançando uma atualização para a Conversão Automática de Dados do Excel, ferramenta lançada em 2022. De acordo com comunicado, a nova configuração oferecerá aos usuários mais controle sobre o recurso, corrigindo um problema que prejudicava, há alguns anos, dados científicos que representam genes humanos. 

O que você precisa saber: 

  • Segundo o The Verge, a correção, que será disponibilizada para Windows e macOS, vem após cientistas precisarem retrabalhar os símbolos alfanuméricos de genes humanos devido o sistema de conversão do Excel não interpretar os dados — ou interpretar errado, destruindo o dado original; 
  • As conversões automáticas do Excel visam tornar mais fácil e rápida a inserção de dados comumente inseridos, como números e datas; 
  • Contudo, os dados de genes eram inseridos por taquigrafia, sistema de escrita abreviada, para melhor legibilidade, o que a conversão não compreendia; 
  • A Microsoft detalhou em um post como configurar o programa para não acontecer mais o erro. 

Leia mais! 

Segundo a big tech, o erro de conversão será corrigido adicionando uma caixa de seleção chamada “Converter letras e números contínuos em uma data”. Desativar a opção alterará o comportamento padrão do Excel. 

publicidade

Queríamos resolver a frustração dos clientes com a conversão automática de dados do Excel em formatos específicos. Portanto, agora oferecemos a você a capacidade de alterar o comportamento padrão do Excel e desabilitar tipos específicos de conversões automáticas de dados conforme necessário. 

Para fazer isso, selecione  Arquivo > Opções > Dados > Conversão automática de dados e escolha as conversões que deseja desativar. 

Microsoft em comunicado. 

Para quem acha que a Microsoft resolveu a questão de forma rápida, se engana. Embora a Conversão Automática de Dados seja uma ferramenta otimizada relativamente nova, um estudo de 2016 já apontava para o erro, revelando que “aproximadamente um quinto dos artigos com listas suplementares de genes no Excel contém conversões errôneas de nomes de genes”. 

Segundo o estudo, publicado na Genome Biology, a falta do recurso no programa estava arruinando dados publicados e revisados por pares. 

Com a atualização, que deve resolver o problema, a Microsoft liberou também dicas e truques de como configurar o Excel baseado no resultado que você deseja obter. Você pode conferir tudo aqui