Quando pensamos na Airbus, a primeira coisa que vem em mente são aviões, e não navios. No entanto, a empresa investiu nesse setor e anunciou que está substituindo sua frota fretada por uma mais ecológica, que servirá para transportar componentes de suas aeronaves até 2026.

Ainda mais com o aumento na expectativa de produção da companhia nos próximos anos, a pegada de carbono aumenta e essa será uma forma de compensar esse crescimento negativo.

publicidade

Leia mais:

Nova frota de navios da Airbus

Atualmente, a Airbus tem frota de três navios fretados para transportar componentes dos aviões, que são construídas ao redor do mundo. A empresa tem a expectativa de aumentar a produção do modelo A320 para 75 aeronaves por mês até 2026, o que aumentaria também a pegada de carbono.

publicidade

Para compensar isso, a companhia contratou a Louis Dreyfus Armateurs para fabricar três navios sustentáveis e de baixas emissões. O modelo será de propriedade da Louis Dreyfus e é ela que o operará.

De acordo com a Airbus, a novidade poderá reduzir emissões de carbono em quase metade, de 68 mil para 33 mil toneladas até 2030.

publicidade

Airbus A320 (Imagem: Reprodução/Airbus)

Como será o navio sustentável

  • As três embarcações fretadas pela Airbus terão seis rotores Flettner, grandes cilindros giratórios verticais que agem como aerofólios e usam o vento para gerar impulso;
  • Elas também terão dois motores bicombustíveis movidos a diesel marítimo e e-metanol, além de software de roteamento para traçar o percurso mais eficiente para aproveitar os ventos do mar;
  • Cada modelo poderá transportar 70 contêineres de 12 metros e seis conjuntos de aeronaves de corredor único (a atual frota transporta quatro conjuntos apenas).