Provocando ainda mais os ansiosos pela nova Ferrari totalmente elétrica, a montadora atualizou nesta semana que, após um grande avanço do projeto no último trimestre, o desenvolvimento do seu primeiro veículo elétrico está bem adiantado. Embora o lançamento oficial do EV esteja previsto apenas para 2025, tudo indica que a fabricante italiana está progredindo mais rápido que o esperado. 

Para quem tem pressa: 

  • A informação foi divulgada pelo próprio CEO da marca, Benedetto Vigna; 
  • Apresentando os resultados da empresa do último trimestre, ele disse que “o primeiro projeto de modelo totalmente elétrico da Ferrari está indo conforme planejado, mas para alguns processos estamos até adiantados”; 
  • De acordo com o Automotive News, estar adiantada em questões técnicas ajuda a Ferrari a resolver problemas com mais rapidez; 
  • A Ferrari deve lançar seu primeiro carro totalmente elétrico no último trimestre de 2025, quase 10 anos após o lançamento do seu primeiro veículo híbrido, a LaFerrari. 

Leia mais! 

Vigna acrescentou que a empresa “fez muito progresso na otimização”. O líder de uma das marcas de supercarros mais reconhecidas no mundo explicou que o desenvolvimento do elétrico está “conforme planejado”, mas que a equipe deu “um grande passo em frente no terceiro trimestre”. 

publicidade

Cheia de mistério, a Ferrari não divulgou mais detalhes sobre seu primeiro EV. Mesmo questionado sobre fornecedores e informações sobre autonomia e bateria, o chefe da fabricante disse que manteria os detalhes em segredo.  

Nem divulgamos o fornecedor dos celulares para o 26 e o SF90 [seu novo modelo híbrido]. Esta é uma parte importante que queremos manter para nós.

Vale lembrar que a Ferrari está construindo uma nova fábrica de supercarros elétricos. A unidade ficará em Maranello, na Itália, e desenvolverá motores elétricos, inversores e baterias para elétricos e híbridos. Nela, que deve estar pronta em 2024, também serão feitas as montagens. Segundo a Electrek, o plano da montadora é que os EVs representem 40% de sua linha até o final da década.