A Lucid Motors é mais uma montadora a se render ao padrão de carregamento Tesla. De acordo com informações do TechCrunch, a partir de 2025 a empresa terá portas para o North American Charging Standard em seus elétricos, também conhecido como NACS ou Supercharger. 

O que você precisa saber: 

  • A Lucid também disponibilizará aos clientes acesso a um adaptador NACS para seus veículos atuais ainda em uso em 2025; 
  • Os novos EVs com NACS serão fabricados a partir de 2025, ou seja, modelos mais novos não precisarão dos adaptadores; 
  • A Lucid se junta a uma lista crescente de empresas que também se renderam ao NACS da Tesla, como Toyota, Lexus, Ford, GM, Rivian, Polestar, Volvo, Honda, BMW, Mercedes, Nissan, Jaguar Land Rover, Kia, Hyundai e, a mais recente, Subaru.  

Leia mais! 

Adotar o NACS é um próximo passo importante para fornecer a clientes acesso expandido a soluções de carregamento confiáveis e convenientes para seus veículos Lucid. 

Peter Rawlinson, CEO da Lucid Motors.

Vale pontuar que, pensando em veículos elétricos com alta capacidade de recarga, como o Lucid Air, denominado o “veículo elétrico de carregamento mais rápido de todos os tempos”, a Tesla tem implementado o Superchargers V4, sistema que oferece o carregamento de tensão mais alta dos EUA. 

publicidade

Assim, apoiar o NACS se tornou ainda mais interessante para a Lucid, já que pode impulsionar as vendas do seu EV. 

Por que fabricantes rivais estão aderindo aos carregadores Tesla?  

A expansão de carregadores Tesla para outras marcas faz parte de um acordo com o governo dos EUA, que planeja instalar 500 mil carregadores de EVs nas estradas do país até 2030. 

A empresa de Elon Musk se comprometeu a abrir suas estações de carregamento para veículos de outras marcas até o final de 2024. O objetivo é tornar os carregadores de EVs mais acessíveis no país.   

À Reuters, em junho deste ano, a Sociedade de Engenheiros Automotivos (SAE) confirmou que planeja fazer uma configuração padrão da indústria do conector de carregamento da Tesla. A organização revelou na época que já estava conversando com a Tesla, o governo dos EUA e outras montadoras para tornar o NACS o sistema padrão do país.