Pesquisadores publicaram novo conceito de mapa com os limites de placas tectônicas ativas na Terra, classificadas por “províncias geológicas” e disponíveis em formato Shapefile. A base de dados está hospedada no GitHub, é gratuita e de código aberto para a comunidade geocientífica.

Segundo o Science Direct, onde o estudo foi publicado, o objetivo é analisar e interpretar ampla variedade de dados para desenvolver modelos físicos e composicionais da litosfera. Segundo Derrick Hasterok, da Universidade de Adelaide, (Austrália), líder do estudo, 90% dos terremotos e 80% dos vulcões do Quaternário podem ser explicados pelo novo modelo, o que contribui para evitar tragédias envolvendo seres humanos.

Leia mais:

publicidade

Placas tectônicas

  • O estudo também revelou que 16% da superfície da Terra está em zona limite de placa, com 57,5% da crosta terrestre sendo de natureza oceânica;
  • Foram avaliadas as rochas na superfície da Terra, com foco no modelo de províncias Geológicas Globais e seus mapas que englobam diferentes características geológicas;
  • O mapa pode ser atualizado e aprimorado pela comunidade de geociências, estimulando ambiente colaborativo para melhor compreensão da geologia;
  • O novo mapa oferece compreensão mais completa do tecido geológico da Terra e os arquivos também são compatíveis com ferramentas de mapeamento genérico, softwares que gerenciam informações geoespaciais.

Alerta da ONU: temperatura da Terra pode subir 3°C neste século

Os impactos do aquecimento global têm sido cada vez mais visíveis. A onda de calor extremo registrada em diversos pontos do planeta neste ano, inclusive no Brasil, é apenas um dos exemplos disso. Mas a situação deve piorar ainda mais, de acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU).

Leia a matéria completa aqui