Os hospitais são normalmente associados à saúde, mas há um risco constante de contrair infecção por superbactérias nesses locais. Para combater isso, pesquisadores desenvolveram um revestimento antimicrobiano que pode ser usado em peças têxteis, como cortinas de hospitais, para matar vírus e bactérias e prevenir que eles se espalhem para mais pacientes.

Leia mais:

Superbactérias

As superbactérias são aquelas que conseguem resistir aos antibióticos e se fortalecem. Apesar dos hospitais serem ambientes relativamente controlados e com um processo constante de limpeza, eles ainda são propícios para a infecção por esses patógenos.

Como resposta, o estudo desenvolveu uma fórmula desinfetante contendo cloreto de benzalcônio e, depois, aplicou em amostras de tecido e passou por rolos revestidores.

publicidade

Tudo isso foi feito com níveis certos de concentração, tempo de exposição, pressão e secagem para garantir a adesão.

Ilustração digital de superbactérias na corrente sanguínea
Superbactérias têm resistência maior do que bactérias comuns (Imagem: Pixabay)

Testes

  • Segundo o site New Atlas, após esse processo, a equipe testou o real poder antimicrobiano do revestimento em têxteis.
  • Para isso, incubou bactérias hospitalares comuns com as amostras do revestimento.
  • Em 10 minutos, os microrganismos já tinham reduzido significativamente ou morreram. 99% deles foram eliminados.
  • Ainda, testes de duração mostraram que o revestimento continua funcionando mesmo após cinco anos.
  • Por enquanto, isso é um bom começo, mas ainda não é ideal. Isso porque, por ora, ele ainda pode ser removido e não seria possível aplicá-lo em uniformes, roupas de paciente ou roupas de cama.
  • No entanto, ele já pode ser usado para outras utilidades, como cortinas ao redor das camas e, eventualmente, pode ajudar a combater a propagação das superbactérias.