Já pensou em passar uns dias em um hotel no espaço? Isso ainda não é uma opção, mas se depender da Above: Space Development pode ser tornar realidade em breve. A empresa especializada em estações espaciais, antes conhecida como Orbital Assembly, planeja construir dois hotéis no espaço. E a previsão é que tudo estaria pronto em apenas cinco anos.

Leia mais

Estadia de até duas semanas no espaço

  • O investimento total seria de mais de US$ 1 bilhão, cerca de R$ 4,9 bilhões.
  • Um dos projetos encabeçados pela empresa é o Voyager Station.
  • Originalmente pensado para abrigar 280 hóspedes, a iniciativa foi atualizada para uma capacidade de 400 pessoas.
  • O outro, chamado Pioneer Station, foi projetado para receber apenas um grupo seleto de 28 visitantes.
  • De acordo com a empresa, a estadia mínima seria de quatro dias e a máxima de duas semanas.
  • As informações são da Globo.
Visão interna do projeto (Imagem: divulgação/Above: Space Development)

Gravidade artificial

Para que seja possível operar no espaço a Above: Space Development aposta na gravidade artificial. Ou seja, a estação irá girar para que tudo permaneça em seu devido local.

Simplificando, é como água girando em um balde virado de cabeça para baixo. Se a força de um balde giratório for maior que a força da gravidade que tenta puxar a água para fora, o líquido no recipiente permanecerá parado. Por isso, os empreendimentos se parecerão com rodas flutuantes gigantes.

publicidade

Além disso, os hotéis querem oferecer uma experiência exclusiva no espaço, com “comida espacial” (como sorvete liofilizado), jogos de basquete em que os participantes podem voar mais alto devido à leveza do ambiente e locais onde os hóspedes podem experimentar a gravidade zero.

Os empreendimentos também planejam funcionar como parques empresariais intergalácticos, abrigando espaços de negócios, manufatura e pesquisa. O valor da diária ainda não foi informado, mas deve ser bastante salgado.