O Copilot, o chatbot de IA da Microsoft, recebeu um novo recurso: a composição musical. A novidade chega graças à integração da ferramenta com o Suno, um aplicativo que gera canções usando inteligência artificial.

Como o Copilot compõe músicas

  • Basta inserir instruções como “crie uma música pop” sobre um certo tema.
  • Em seguida, o plugin do Suno transforma as ideias musicais dos usuários em realidade.
  • Segundo a Microsoft, a partir de uma simples frase, o Copilot conseguirá gerar músicas com vozes, instrumentais completos e até letras.

Leia mais:

“Acreditamos que esta parceria abrirá novos horizontes para a criatividade e a diversão, tornando a criação musical acessível a todos”, diz uma postagem publicada pela Microsoft nesta terça-feira (19).

Lançamento

A nova função começa a ser liberada nesta terça-feira, 19 de dezembro. Segundo a empresa, pode demorar algumas semanas até que todos recebam a capacidade de compor músicas usando o Copilot.

publicidade

Para verificar se o novo recurso já chegou, é preciso visitar o endereço copilot.microsoft.com, fazer login com sua conta da Microsoft e ativar o plug-in Suno, como mostra a animação abaixo:

Imagem: Microsoft

Vale lembrar que outras gigantes da tecnologia também estão investindo em tecnologia de criação musical baseada em IA, uma delas é o Google. Em novembro, o Google DeepMind e o YouTube fizeram uma parceria para lançar o Lyria, um modelo de IA que também cria músicas a partir de instruções em palavras ou voz.

A ferramenta possui recursos como o Dream Track, criado para sonorizar vídeos curtos no YouTube Shorts. O plano da concorrente também é conseguir criar música em um instrumento específico, conjuntos completos de instrumentação, faixas instrumentais e mais.