O lançamento do Cybertruck, da Tesla, levantou algumas dúvidas sobre o design do veículo elétrico e o que ocorreria em um eventual impacto com outros carros ou pedestres. Nos Estados Unidos, o modelo se envolveu no primeiro acidente conhecido desde a entrega dos primeiros exemplares. Felizmente, ninguém ficou gravemente ferido.

Leia mais

Acidente foi provocado por Corolla

  • O acidente ocorreu nesta quinta-feira (28) e foi confirmado pelas autoridades da Califórnia.
  • De acordo com a polícia, um Corolla conduzido por um adolescente de 17 anos provocou a colisão.
  • Ele estava sozinho no veículo e, por motivos ainda desconhecidos, saiu da pista, atingindo um aterro no acostamento direito da via.
  • Depois, o condutor retornou para a estrada, invadiu o sentido contrário e colidiu frontalmente com o Cybertruck.
  • Três pessoas estavam no carro da Tesla no momento do acidente.
  • O tempo estava nublado e úmido.

Sem ferimentos graves

Ainda segundo a polícia, a única lesão identificada foi a suspeita de ferimentos leves no motorista do Cybertruck, que recusou transporte médico. Segundo o condutor, o veículo elétrico não estava operando em modo autônomo no momento da colisão.

Imagens divulgadas no Reddit mostram como ficaram os dois carros. O Corolla teve danos significativos na dianteira. Já o Cybertruck parece intacto, apesar dos airbags laterais terem sido acionados. As fotos, no entanto, não mostram o lado do condutor, que poderia ter sido mais afetado pela colisão.

publicidade

As autoridades da Califórnia agora investigam o que causou o acidente. As informações são da The Verge.

Tesla Cybertruck

Com design futurista e carroceria de aço inoxidável “ultraduro”, a primeira picape elétrica lançada pela Tesla possui autonomia estimada de até 550 km por carga e bons números de desempenho.

A versão de entrada da picape com tração traseira possui 400 km de autonomia, 0 a 100 km/h em 6,5 segundos e velocidade máxima de 180 km/h. Essa versão “baratinha”, no entanto, só chega ao mercado em 2025 por US$ 60.990 (cerca de R$ 300 mil).

Já a com tração integral (AWD Cybertruck) terá alcance de 550 km, 0 a 100 km/h em 4,1 segundos e a mesma velocidade máxima da anterior.

A “Cyberbeast”, topo de linha, pode vir com dois ou três motores elétricos. A configuração trimotor, vai de 0 a 100 km/h em 2,6 segundos e atinge 210 km/h, além de produzir nada menos que 845 cavalos e 1.423 kgfm de torque. A autonomia, porém, cai para cerca de 515 km.

Vale lembrar que a produção em larga escala será um desafio para a empresa, principalmente devido à escolha de usar aço inox no exterior. A Tesla disse que espera começar a produzir 250 mil unidades da picape elétrica anualmente até 2025.