Além das melhorias no processador, construção e a inteligência artificial (IA) embarcada, o Samsung Galaxy S24 trouxe mais uma novidade que a Samsung pouco comentou: a tela do dispositivo.

As telas AMOLED agora contam com PWM melhorado, o que significa redução em efeitos visuais tremeluzentes, o que causa mal-estar em alguns usuários quando o brilho da tela está baixo.

Leia mais:

No evento de lançamento dos aparelhos, sobre a tela, a sul-coreana falou mais sobre a melhora na resolução dos displays e no aumento significativo do brilho, que, agora, alcança 2,6 mil nits em HDR ou quando usado sob o Sol.

publicidade

Porém, o Android Central descobriu a melhoria no PWM, que foi escurecido para 492 Hz, ante 240 Hz do S23.

  • Existem duas maneiras de gerenciar os níveis de brilho da tela: por escurecimento de corrente contínua (DC dimming) e escurecimento por modulação de largura de pulso (PWM dimming);
  • No DC dimming, os ajustes são aplicados na quantidade de energia enviada aos pixels do painel;
  • Já no PWM dimming, o aparelho liga e desliga a tela de forma rápida, passando a impressão de maior ou menor luminosidade, garantindo transições mais suaves e maior precisão.

Medição das vezes em que a tela liga e desliga

A quantidade de vezes nas quais a tela consegue ligar e é desligar é medida em Hertz (Hz). Quanto maior essa medida, melhor para evitar efeitos tremeluzentes (flickering, em inglês).

Eles são imperceptíveis a olho nu, mas causam dores de cabeça e mal-estar em certos usuários. Hoje em dia, muitas telas OLED focam no PWM dimming, não havendo exceções à linha Galaxy.

Honor e Huawei, por exemplo, já têm PWM em mais de 3 mil Hz, enquanto a Apple possui apenas 480 Hz. Já a Samsung entre os menores existentes.

O portal observou que a tela do flagship é mais confortável de se usar, e destacou ainda a melhoria na precisão de exibição e cores das imagens, com tons menos saturados que na versão anterior.