Os copos Stanley estão por toda a parte. A chegada do verão e as ondas de calor popularizam ainda mais o copo térmico, que promete conservar qualquer bebida gelada (ou quente) por horas. Porém, como qualquer produto que ganha os holofotes, usuários começaram a se questionar se ele faz mal à saúde, já que a marca Stanley usa chumbo, um elemento tóxico, na composição do objeto.

A empresa respondeu.

Leia mais:

Chumbo no copo Stanley?

Como relatou a CNN, vídeos em redes sociais mostraram pessoas usando kits de teste de chumbo para testar a presença do elemento nos copos Stanley. O resultado é que sim, os produtos da marca têm chumbo em sua composição.

publicidade

Apesar de tóxico e cumulativo no corpo humano, o chumbo não entra em contato com o dono do copo. Segundo a empresa em e-mail ao jornal, ele é usado como parte do isolamento a vácuo e é coberto por uma camada de aço inoxidável que protege contra a exposição.

O porta-voz da companhia ainda escreveu que, uma vez que o chumbo está selado na área de vedação do copo e coberto com aço, torna-se inacessível aos consumidores e não afeta nem a pessoa diretamente, nem o conteúdo do copo.

O elemento também está presente em produtos de outras marcas. Algumas, inclusive, já passaram por recalls nos Estados Unidos por colocarem usuários em risco de exposição.

Copo térmico Stanley com isolamento a vácuo
Imagem: Gus Gan/Shutterstock

Há riscos no copo Stanley

No entanto, apesar de improvável que o chumbo contamine os usuários, não é impossível.

Segundo Jane Houlihan, diretora de pesquisa da Healthy Babies, Bright Futures, uma aliança de ONGs e cientistas e doadores para reduzir a exposição de bebês a produtos químicos neurotóxicos, ainda deve se ter cartela com os copos Stanley ou qualquer outro produto que contenha chumbo. Isso porque pode não haver risco de exposição se o copo permanecer intacto, mas se o local onde o elemento está for danificado, a possibilidade de contaminação retorna.

Para ela, se uma empresa precisa confiar que o produto permanecerá intacto para que seja seguro, tem um problema de segurança de material e está colocando os clientes em risco.

A Stanley reforça que é raro que o chumbo seja exposto, mas que, se isso acontecer, o usuário pode trocá-lo em uma garantia vitalícia.

(Foto: Stanley/Divulgação)

Consequências

  • O chumbo é um metal tóxico que pode causar problemas renais, reprodutivos, de desenvolvimento e anemia. Não há níveis seguros de exposição.
  • Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, o elemento também afeta a capacidade de aprendizagem, prestar atenção e o desempenho acadêmico.
  • Em crianças, ainda pode afetar o sistema nervoso, causar deficiência auditiva e comprometer a função das células sanguíneas.
  • Além disso, ele se bioacumula no corpo. Ou seja, permanece no organismo ao longo do tempo e, caso haja uma exposição contínua, se acumula.
  • Segundo Olga Naidenko, vice-presidente de investigações científicas do Grupo de Trabalho Ambiental, uma ONG “dedicada à proteção da saúde humana e o meio ambiente”, algumas empresas já estão usando alternativas ao chumbo como forma de vedar copos térmicos, como o copo Stanley.