Nos últimos anos, as cenas pós-créditos se tornaram uma ferramenta constante no cinema, transformando-se em uma estratégia eficaz para manter o público engajado.

Desde a última década, praticamente todos os blockbusters sentem a pressão de incluir ao menos uma cena pós-crédito, atendendo às expectativas dos espectadores que se habituaram a permanecer na sala escura até o último segundo da projeção, ansiosos por uma surpresa escondida.

As grandes franquias do cinema solidificaram essa prática como uma forma de preparar a audiência para as próximas sequências, mas atualmente, a saturação e o uso muitas vezes forçado dessas cenas parecem ter diminuído seu propósito original

Leia mais:

publicidade

Em meio a esse cenário, vale a pena relembrar alguns casos em que as cenas pós-créditos foram genuinamente interessantes e bem empregadas.

Homem de Ferro (2008)

Iron Man (2008) / Crédito: Disney+ (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Disney+.

A cena pós-créditos do primeiro “Homem de Ferro” tem uma grande significância histórica. Ela marcou o início do Universo Cinematográfico Marvel (MCU), que se expandiu para incluir vários filmes interconectados com personagens e histórias entrelaçadas.

Na cena, Tony Stark (Robert Downey Jr.) retorna à sua mansão e encontra Nick Fury (Samuel L. Jackson) esperando por ele. Fury pergunta a Stark se ele acredita ser o único super-herói no mundo e menciona a iniciativa dos Vingadores.

Procurando Nemo (2023)

Finding Nemo (2003) / Crédito: Disney+ (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Disney+.

Uma das animações mais amadas e aclamadas da Pixar, “Procurando Nemo” conta com uma cena pós-créditos bastante inusitada. 

Nela, um pequeno peixe é atraído pela luz de um aterrorizante tamboril (aquele peixe que tem uma espécie de lâmpada pendurada na cabeça). Contudo, é o peixe menor que acaba devorando o grandão com uma mordida.

Curtindo a Vida Adoidado (1986)

Ferris Bueller’s Day Off (1986) / Crédito: Paramount Pictures (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Paramount+.

Este clássico oitentista de John Hughes tem uma das cenas pós-créditos mais icônicas do cinema. 

Nela, Ferris Bueller (Matthew Broderick) surge de roupão e quebra a quarta parede, dizendo ao público que o filme acabou e que todos devem ir embora.

Deadpool (2016)

Deadpool (2016) / Crédito: Disney+, Star+ (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Disney+ e Star+.

Zombando dos filmes de super-heróis com um humor irônico, debochado e autorreferencial, “Deadpool” cumpriu esse propósito até o seu último milésimo de projeção. 

De forma bem sacada, o filme parodia a cena pós-crédito de “Curtindo a Vida Adoidado” (a que mencionamos acima) para tirar sarro da febre das cenas pós-créditos nos filmes de heróis que tomou conta naquele momento. 

O filme recria toda a cena de “Curtindo a Vida Adoidado”, com o Deadpool de roupão quebrando a quarta parede e falando para o público ir embora.

Fragmentado (2016)

Split (2016) / Crédito: Universal Pictures (divulgação)
  • Disponível para assinantes da Netflix, Amazon Prime Video e Star+.

Este filme de M. Night Shyamalan surpreendeu a todos com sua cena pós-créditos. Sem aviso nenhum, “Fragmentado” utiliza seu momento final para se conectar ao universo de “Corpo Fechado”, prestigiado longa de Shyamalan lançado em 2000 que tinha super-heróis como tema. 

Utilizando o icônico tema sonoro de “Corpo Fechado”, “Fragmentado” traz de volta o ator Bruce Willis revivendo David Dunn, o protagonista do filme de 2000. Dunn é mostrado em um café, assistindo à notícia da captura do personagem de James McAvoy, Kevin Wendell Crumb, conhecido por suas múltiplas personalidades, incluindo a Besta.

Além de interligar os dois filmes, essa revelação levou ao filme “Vidro” (2019), que serve como a sequência final desse universo.

Os Vingadores (2012)

The Avengers (2012) / Crédito: Disney+ (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Disney+.

Com duas cenas pós-créditos, o primeiro filme dos “Vingadores” foi o ponto culminante inicial do universo compartilhado da Marvel. 

No entanto, a cena pós-créditos mais marcante do filme é a primeira, que introduz o grande vilão do MCU: Thanos.

Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu! (1980)

Airplane! (1980) / Crédito: Paramount Pictures (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Telecine.

Dirigido por Jim Abrahams e pelos irmãos Zucker, “Apertem os Cintos… O Piloto Sumiu!” é um clássico da comédia. Prestigiado por seu humor absurdo, piadas visuais, paródias de filmes famosos e clichês, o longa também é aclamado por suas piadas e gags que são construídas ao longo do filme. 

Uma das piadas desse tipo mais hilárias está na cena pós-créditos do longa. Nesse momento, um passageiro de táxi, deixado para trás pelo protagonista no início da trama, reclama que dará mais vinte minutos para o motorista retornar.

Piratas do Caribe: No Fim do Mundo (2007)

Pirates of the Caribbean: At World’s End (2007) / Crédito: Disney+ (divulgação)
  • Disponível para assinantes do Amazon Prime Video.

Conclusão da trilogia original da saga “Piratas do Caribe”, “No Fim do Mundo” traz um desfecho emocional na sua cena pós-crédito.

A cena se passa 10 anos depois dos eventos finais vistos no filme. Elizabeth Swann (Keira Knightley) e seu filho observam de um penhasco Will Turner (Orlando Bloom) retornando a bordo do Holandês Voador.

O momento revela que a maldição do Holandês Voador ainda persiste, e Will está desempenhando seu papel como capitão do navio fantasma. No entanto, a cada 10 anos ele pode retornar a terra e visitar sua amada e filho.