A luz é a coisa mais rápida do Universo, viajando a uma velocidade de 299792458 metros por segundo. Enquanto isso, um princípio físico aponta que se uma pessoa em movimento lançar um objeto, o objeto assume a velocidade da pessoa em movimento mais a velocidade do lançamento. Desta forma, um carro em movimento ao acender seu farol, a luz emitida viaja na velocidade da luz mais a velocidade do veículo?

Foi essa questão que ganhou uma discussão em um grupo do Facebook chamado Physics is Fun. Em postagem, um membro afirmou que “a luz assume a velocidade de sua fonte”, no entanto, isso está incorreto.

Para quem tem pressa:

  • O princípio físico onde o objeto assume a velocidade da quem o lançou pode ser aplicado apenas a matéria;
  • A velocidade da luz é constante e o limite absoluto de velocidade no Universo;
  • Dessa forma, não é possível que ela se torne ainda mais rápida assumindo a velocidade da sua fonte.

A confusão acontece ao pensar que a luz se comporta como a matéria, quando, na verdade, nesse ponto, ela é mais parecida com o som.

publicidade

Leia mais:

A velocidade da luz é constante

O som é uma vibração que se propaga por meio de ondas através de algum meio, sendo a sua velocidade determinada pelo meio em que ele viaja. Se um carro em movimento aperta a buzina, o barulho não assume a velocidade do carro mais a velocidade do som no ar. Na verdade, seria possível acelerar o carro a ponto de ultrapassar o som, mostrando que velocidade não foi adicionada à vibração.

No caso da luz, de acordo com a Teoria da Relatividade Especial de Einstein, sua velocidade é uma constante e o limite absoluto de velocidade no Universo. Isso significa que em qualquer lugar em que ela for medida, sua velocidade será sempre de 299.792.458 metros por segundo.