A Microsoft anunciou na segunda-feira (5) que está se unindo à plataforma de mídia Semafor e outras organizações de notícias para ajudar jornalistas a trabalhar com Inteligência Artificial (IA) generativa na produção de conteúdo. De acordo com a Reuters, a parceria visa ajudar veículos com procedimentos e políticas quanto ao uso da tecnologia. 

O que você precisa saber: 

  • Segundo a Semafor, como parte do acordo, um feed de notícias chamado “Signals” está sendo lançado; 
  • Nele, os jornalistas podem escrever com a ajuda de ferramentas da OpenAI e da Microsoft para fornecer aos leitores análises e insights sobre as últimas notícias; 
  • A Microsoft também anunciou colaborações com organizações de notícias, incluindo a Craig Newmark Graduate School of Journalism, a Online News Association e o GroundTruth Project; 
  • O objetivo é explorar formas de incorporar IA generativa nas redações e, assim, ir auxiliando veículos de mídia; 
  • Não ficou claro, no entanto, como a IA será treinada — dada as regras e diversas questões no que diz respeito aos direitos autorais; 
  • Detalhes financeiros do acordo também não foram divulgados. 

Leia mais! 

Vale lembrar que a parceria entre as empresas chega no momento em que a Microsoft (e a OpenAI) enfrenta uma ação judicial movida pelo New York Times devido ao uso não autorizado de seu conteúdo publicado para treinar tecnologias de inteligência artificial. 

publicidade

Para o jornal, “se o The [New York] Times e outras organizações de notícias não puderem produzir e proteger um jornalismo independente, haverá um vácuo que nenhum computador ou inteligência artificial poderá preencher”. “Menos jornalismo será produzido, e o custo para a sociedade será enorme.” 

A OpenAI e a Microsoft afirmaram em comunicado que o uso de obras protegidas por direitos autorais para treinar produtos de IA equivale ao “uso justo”. Saiba mais aqui

O conflito entre fornecedores e veículos de mídia é apenas mais um dentre o número crescente de batalhas legais quanto à IA e direitos autorais.