Construir uma internet mais positiva, com o uso consciente e responsável por todos que acessam a web. Foi pensando nisso que a rede europeia Insafe criou o Dia da Internet Segura. Em 2024, o dia, na verdade, abarca dois dias: esta terça (06) e quarta-feira (07).

Para quem tem pressa:

  • A rede europeia Insafe instituiu o Dia da Internet Segura – celebrado nesta terça (06) e quarta-feira (07) – para promover o uso consciente e responsável da web. Em 2024, iniciativa encoraja a atualização contínua sobre ameaças cibernéticas e a adoção de práticas de segurança proativas;
  • A celebração do Dia da Internet Segura, agora em sua 21ª edição global e 16ª no Brasil, mobiliza diversos atores na promoção do seguro e ético da internet, além de destacar a importância da educação digital na prevenção contra ameaças online;
  • Além disso, o aumento nas denúncias de abuso e exploração sexual infantil online em 2023 ressalta a importância de proteger crianças e adolescentes na internet;
  • A edição de 2024 do Dia da Internet Segura no Brasil, organizada pela Safernet Brasil em parceria com o NIC.br, focará na proteção à infância frente aos desafios impostos pela IA generativa e pelo uso excessivo de telas.

A cada ano, o tema do Dia da Internet Segura enfoca aspectos específicos da segurança digital. Em 2024, a ênfase recaiu sobre a importância de se manter atualizado em relação às últimas ameaças cibernéticas e adotar práticas de segurança proativas.

Leia mais:

Para você ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela Proofpoint, especializada em cibersegurança, identificou que em 2023 mais de 70% das organizações brasileiras sofreram pelo menos um ataque de phishing. No mundo, o número sobe para 80%, segundo o levantamento.

publicidade

Dia da Internet Segura

cibersegurança
(Imagem: Rawpixel/Shutterstock)

A celebração da data, que acontece em mais de 200 nações, está em sua 21ª edição global e na 16ª no Brasil. Seu objetivo é mobilizar atores públicos e privados na promoção de ações de conscientização sobre o uso seguro, ético e responsável das tecnologias da informação e comunicação.

Para Alberto Jorge, CEO da Trust Control, o Dia da Internet Segura é uma oportunidade para refletir sobre práticas seguras e promover a educação digital. “Vivemos numa era em que a internet é uma parte intrínseca de nossas vidas, desde o trabalho até o lazer. No entanto, essa conectividade constante também expõe os usuários a diversos riscos, como phishing, roubo de identidade e ataques cibernéticos. O Dia da Internet Segura é uma ocasião vital para lembrar a todos sobre a necessidade de adotar medidas proativas para proteger sua presença online.”

Além da conscientização individual, o Dia da Internet Segura destaca a importância da colaboração entre governos, empresas e sociedade civil para criar um ambiente online mais seguro e confiável. “A criação de políticas robustas de cibersegurança, a implementação de tecnologias avançadas e a promoção de uma cultura de segurança são aspectos fundamentais desse esforço conjunto”, disse o CEO.

Além de existem leis para disciplinar o uso da internet, com previsão de princípios, garantias, direitos e deveres para os usuários, outro instrumento foi aprovado recentemente: a Política Nacional de Cibersegurança (PNCiber). Seu objetivo é direcionar o desenvolvimento de mecanismos de fiscalização e controle das atividades realizadas no ambiente virtual.

Então, isso quer dizer que agora o ambiente virtual está totalmente livre de riscos? Lamento dizer que não. Definitivamente, os cibercriminosos sabem como reinventar suas práticas maliciosas e implantam ataques cada vez mais sofisticados. No entanto, a PNCiber é, sem dúvidas, uma ferramenta que vai ajudar a mudar o cenário regulatório relativo aos cibercrimes no Brasil, atuando por uma internet mais segura.

Luiza Dias, diretora presidente da GlobalSign Brasil

Segurança de crianças e adolescentes na internet

Mulher vestindo lingerie deitada de bruços numa cama
(Imagem: Rawpixel)

Outro dado importante: o número de denúncias de imagens de abuso e exploração sexual infantil online, em 2023, foi o maior já registrado em 18 anos. A informação consta num relatório divulgado pela Safernet, ONG em prol dos direitos humanos na internet, nesta terça. O documento explora o cenário da violência sexual online e o impacto da inteligência artificial (IA) neste contexto.

Proteção à infância num contexto de ascensão da IA generativa, uso excessivo de telas e enfrentamento à violência sexual online estão entre os temas que serão discutidos no evento hub do Dia da Internet Segura 2024 no país, organizado pela Safernet Brasil, com correalização do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).

Com o tema “Unidos para uma Internet mais positiva”, a versão brasileira do evento apresentará uma novidade neste ano: serão dois dias de debates, na terça (6) e na quarta-feira (7), na capital paulista. O encontro, que contará com a presença de especialistas nacionais e estrangeiros, também será transmitido em português e inglês pelo canal do NIC.br no YouTube, pelo site oficial da Safernet (onde também dá para conferir a programação completa), bem como pela sua página no Facebook.

Esta será a maior e melhor edição do Dia da Internet Segura de todos os tempos. A complexidade do cenário digital exige uma abordagem multissetorial orientada a construção de consensos mínimos entre governos, sociedade civil organizada, setor privado e todos os demais usuários da rede para enfrentar os desafios trazidos pelo uso indevido da inteligência artificial, pela desinformação, além, é claro daqueles que usam a internet para crimes de ódio e abuso e exploração sexual infantil.

Thiago Tavares, presidente da SaferNet Brasil