Um novo estudo pode mudar completamente o entendimento de como funciona o nosso planeta. Uma equipe de pesquisadores descobriu evidências de que a placa tectônica do Oceano Pacífico apresenta diversas falhas e rachaduras causadas pelo deslocamento da crosta terrestre.

Leia mais

Falhas no centro da placa tectônica

  • Existem dois tipos de placas tectônicas: as oceânicas (que estão principalmente sob o oceano) e as continentais (localizadas em terra firme).
  • A placa do Pacífico é do primeiro tipo.
  • E segundo a teoria aceita atualmente, essas placas oceânicas são em grande parte rígidas e só mudam de forma perto das zonas de subducção ao longo dos limites das placas.
  • O problema é que um novo estudo publicado na revista Geophysical Research Letters sugere a existência de falhas no centro da placa e não nas extremidades, como seria aceito.
  • As informações são do IFLScience.
Mapa mundi com placas tectônicas demarcadas
Placas tectônicas (Imagem: Wikimedia Commons)

Rachaduras gigantescas foram localizadas

De acordo com os pesquisadores, rachaduras de milhares de metros de profundidade e centenas de quilômetros de comprimento indicam que as placas oceânicas não são tão rígidas e fortes quanto se pensava.

Sabíamos que deformações geológicas como falhas acontecem no interior das placas continentais longe dos limites das placas, mas não sabíamos que a mesma coisa estava acontecendo com as placas oceânicas.

Erkan Gün, primeiro autor do estudo da Universidade de Toronto

Para chegar a essas descobertas, a equipe usou modelos de supercomputadores e dados existentes para estudar quatro planaltos no oeste do Oceano Pacífico, cobrindo uma vasta área entre Japão, Havaí, Nova Zelândia e Austrália.

publicidade

Os pesquisadores dizem que a placa do Oceano Pacífico está sendo puxada para o oeste, o que faz com que certos pontos mais frágeis acabem “rasgando”. Essas regiões são os platôs onde os danos foram localizados.

Mais estudos são necessários para confirmar a teoria. Além disso, ainda não está claro quais poderiam ser os efeitos dessas falhas na placa oceânica e as ligações delas com atividades vulcânicas e sísmicas.