Pela segunda vez em menos de um mês (e terceira, desde dezembro), um vulcão entrou em erupção na Islândia. O evento aconteceu nesta quinta-feira (8), por volta das 3h da manhã (pelo horário de Brasília), na península de Reykjanes, lançando lava a mais de 80 m de altura.

Às 5h30min (horário local), um pequeno terremoto começou a se intensificar ao nordeste de Sýlingarfell. Quase 30 minutos depois, uma erupção começou na mesma área.

Agência Meteorológica Islandesa (IMO)

O episódio anterior mais recente na área começou em 14 de janeiro, com duração de dois dias. Na ocasião, fluxos de lava atingiram os arredores da cidade pesqueira de Grindavik, no sudoeste do país insular, a apenas 54 km da capital Reykjavik, incendiando algumas residências e obrigando a evacuação de quase quatro mil pessoas. 

Segundo a IMO, os relatos procedentes do voo de vigilância da Guarda Costeira apontam que a erupção aconteceu na mesma área da ocorrida em 18 de dezembro e que a fissura tem quase três km de comprimento.

Os surtos de Reykjanes são conhecidos como “erupções de fissuras”, também chamadas de “tipo islandês”. Geralmente, esses eventos não resultam em grandes explosões ou produção significativa de cinzas dispersas na estratosfera.

publicidade

Com uma população de apenas 360 mil habitantes em uma área de cerca de 103 mil km quadrados (pouco maior que o estado de Pernambuco), a Islândia tem mais de 30 vulcões ativos. Em novembro, o governo local deu início à construção de diques para ajudar a desviar os fluxos de lava para longe de áreas residenciais e infraestruturas críticas.

Leia mais:

Veja ao vivo lava de vulcão cobrindo cidade na Islândia

O canal oficial da TV pública islandesa RÚV, no YouTube, está exibindo imagens ao vivo da lava saindo de fissuras no solo e como o magma está fluindo em direção a Grindavik. Outros canais na plataforma também estão transmitindo o evento em tempo real.

Imagens da erupção também foram compartilhadas nas redes sociais ao longo desta quinta-feira.