Avançando em seus serviços baseados em inteligência artificial (IA), à medida que concorrentes se aproximam, a OpenAI pode estar trabalhando em um novo produto revolucionário: um assistente de IA que, além de automatizar ainda mais tarefas complexas, como as realizadas na web, assumirá controle total do dispositivo do usuário, conforme relatou o The Information. 

Para quem tem pressa: 

  • A ideia é que o novo software, acoplado ao ChatGPT, consiga atender comandos que antes só funcionariam a partir de cliques, digitação ou movimentação do cursor;
  • Assim, tarefas como transferência de dados de uma planilha para outra, criação de itinerários ou até reserva de passagens aéreas na web seriam realizadas pelo assistente sem dificuldades, ou necessidade de supervisão; 
  • A intenção é que o programa assuma o controle total, inclusive no acesso à internet, realizando atividades mais técnicas — que apenas um assistente humano ou você mesmo faria; 
  • A informação foi revelada pela The Information e divulgada pela Reuters; 
  • Não há mais detalhes sobre o novo assistente; 
  • A startup dona do ChatGPT não respondeu a pedidos de comentários sobre o projeto. 

Leia mais! 

Os assistentes de IA 

publicidade

Os assistentes, seja de IA, voz, virtuais, e outros nomes, prometem realizar tarefas pessoais e de trabalho a partir de um comando humano, sem precisar de supervisão. Muitos já resumem e-mails, reuniões, e dão suporte a toda atividade diária de um escritório — não à toa o receio do mercado com demissões devido a substituições por esses assistentes mais completos.

Atualmente, diversas empresas possuem produtos semelhantes, como o Google, Amazon e a Microsoft, apoiadora da OpenAI. Baseados em IA, agentes como o ChatGPT, por exemplo, já estão sendo utilizados em carros — recentemente, a Peugeot anunciou integração com o chatbot, sendo ela apenas mais uma marca a aderir ao assistente de IA generativa. 

No uso em carros, o ChatGPT se une a assistentes de voz visando monitorar controles do veículo e responder perguntas gerais ou relacionadas à navegação. Em muitos empresas, o serviço deve se tornar padrão em breve. 

Entre outros assistentes mais recentes, está também a LuzIA, assistente de inteligência artificial disponível no WhatsApp e Telegram. Atualmente, ao menos seis milhões de brasileiros usam o software, que promete ser uma amiga virtual pronta para entregar diversas funcionalidades úteis para o dia a dia nos mensageiros. Veja aqui