Um e-book recém-publicado por uma pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) aponta diferentes aspectos envolvendo os desastres e os riscos de desastres em diferentes regiões do Brasil. Riscos ao Sul: diversidade de riscos no Brasil ainda aborda a perspectiva social dos desastres e suas consequências aos direitos humanos — e como as cidades podem ajudar a combatê-los. O material está disponível gratuitamente.

Leia mais:

E-book sobre desastres

Intitulado Riscos ao Sul: diversidade de riscos no Brasil, o e-book é uma publicação organizada pela pesquisadora Fabiana Barbi Seleguim, do programa USP Susten, Allan Yu Iwama, professor da Universidade Federal da Paraíba (UFP), e Viviana Aguilar-Muñoz, pesquisadora do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden/MCTI).

A iniciativa é coordenada pela Rede de Estudos Sociais em Prevenção de Desastres da América Latina e Caribe (La Red), projeto que visa monitorar o estado atual do conhecimento sobre os desastres e riscos na região.

publicidade

A obra foca especificamente no Brasil. Com 25 capítulos e participação de mais de 80 autores e coautores, traz um panorama do que se sabe para o entendimento e tratamento dos riscos de desastre no país.

Capa do livro “Riscos ao Sul: diversidade de riscos de desastres no Brasil”

Governança climática, riscos de desastres e direitos humanos nas cidades brasileiras

  • Segundo o Jornal da USP, a organizadora do e-book também participa de um capítulo, intitulado, “Governança climática, riscos de desastres e direitos humanos nas cidades brasileiras“. Nele, Seleguim e a coautora Patrícia Iglesias, supervisora de sua pesquisa de pós-doutorado, discutem as perspectivas sobre governança climática em meio aos riscos de desastres.
  • Também discutem como isso impacta os direitos humanos, como o direito à vida, acesso à água, saúde, moradia e mais aspectos que garantem um bem-estar saudável para a população.
  • O capítulo ainda mostra como políticas locais ajudam a garantir uma efetiva promoção e proteção desses direitos humanos, sem deixar de considerar os riscos climáticos.
  • Para Seleguim, a publicação contribui na construção de comunidade mais resilientes frente a desafios iminentes.

Riscos ao Sul: diversidade de riscos no Brasil pode ser acessado gratuitamente neste link.