De acordo com dados da Comscore, Madame Teia, filme da Sony baseado em personagens da Marvel, estreou em primeiro lugar no Brasil, arrecadando R$ 5,97 milhões entre quinta-feira (15), dia de sua estreia, e domingo (18). 

O que você precisa saber: 

  • Bob Marley: One Love, que desembarcou nos cinemas no mesmo dia, ficou em segunda lugar no ranking brasileiro (arrecadação de R$ 5,23 milhões); 
  • Todos Menos Você, comédia romântica com Sydney Sweeney e Glen Powell, completou o pódio, ficando com a terceira colocação e R$ 4,23 milhões na conta; 
  • Pobres Criaturas (R$ 1,87 milhão), indicado ao Oscar, e Nosso Lar 2: Os Mensageiros (R$ 1,82 milhão) fecham as cinco maiores bilheterias da semana.

Leia mais! 

E por falar em Oscar, Zona de Interesse, drama da A24 também indicado ao prêmio, ficou com o sétimo lugar no Brasil. O longa venceu o BAFTA 2024 como Melhor Filme Britânico — premiação considerada o Oscar do Reino Unido —, enquanto Oppenheimer foi o grande vencedor da noite, levando para casa sete estatuetas das 13 indicações, incluindo a de Melhor Filme. Confira a lista completa aqui!

publicidade

Madame Teia  

Embora lidere as bilheterias brasileiras, não é todo mundo que tem aprovado Madame Teia. A produção com Dakota Johnson (Cinquenta Tons de Cinza) não foi bem recebida nos EUA

Para críticos, o filme tem um enredo ruim, fraco e com diálogos bobos. Isso sem mencionar, claro, a tentativa de alusão ao Homem-Aranha, um dos heróis mais consagrados da Marvel — o que incomodou alguns fãs, que apontaram falta de originalidade. 

Para outros, Madame Teia se baseia mais na franquia Premonição que de fato na saga do Aranha. A pouca ação no longa também o teria deixado monótono. 

Neste ritmo, o novo filme da Marvel pode se tornar seu mais novo fracasso. Vale lembrar a Sony já tem uma experiência ruim com um filme de herói derivado do universo do Homem-Aranha. Morbius, lançado em 2022, foi considerado uma produção de baixíssima qualidade pela crítica.