A Rivian está se inspirando no que a Tesla já anunciou anos atrás, e também vai disponibilizar seus postos de carregamento para veículos elétricos de outras marcas. Uma carta aos acionistas da montadora revelou os planos de expandir a rede de recarga, chamada de Adventure Network, no segundo semestre de 2024.

Leia mais:

publicidade

A Rivian também informa que, ao todo, sua rede contém 400 carregadores rápidos em 67 localidades. Os planos da montadora são de construir mais centenas postos de carregamento e expandir a quantidade de locais.

A decisão ocorre quase 3 anos após a Tesla ter anunciado o mesmo. A montadora de Elon Musk tem a maior e mais acessível rede de carregamento de carros elétricos dos Estados Unidos, a Supercharger, com 12 mil unidades. Apesar de inicialmente a rede só servir para modelos da Tesla, passou a ser aberta para elétricos de outras marcas.

publicidade

Carregadores “unificados” potencializam o mercado

A postura da Rivian mostra como, no atual momento do mercado de veículos elétricos, uma maior disponibilidade de carregadores para todos os carros é algo necessário. Esse movimento tende a beneficiar todas as marcas, pois vai, no geral, incentivar ainda mais a compra dos carros elétricos.

Pesquisas com potenciais compradores de veículos elétricos já teriam comprovado: as grandes preocupações que ainda impedem muitas pessoas de adquirir um veículo elétrico é a disponibilidade de carregamento.

publicidade

Ou seja, as estações de carregamento até o momento não são tão fáceis de achar para todas as marcas quanto são as bombas de gasolina, que abastecem um carro movido à combustão independente da marca e modelo.

Nova onda de compradores de carros elétricos

  • As informações atuais que as montadoras possuem comunicam que a maioria dos proprietários de um carro elétrico carregam os veículos em casa atualmente.
  • E a visão dessas empresas é que uma infraestrutura mais completa de postos públicos de carregamento é o que vai impulsionar a próxima onda de compradores de carros elétricos.
  • Essa onda seria majoritariamente de pessoas que estão frequentemente na rua ou não têm o privilégio de carregar o veículo em casa.