A Beijing City Library, localizada em Pequim (China), é considerada o maior espaço de leitura climatizado do mundo. O projeto, idealizado pelo arquiteto Snøhetta, conta com área de 75 mil m² e apresenta arquitetura inovadora que simula paisagem florestal artificial.

Conforme o New Atlas, a estrutura externa do prédio é composta por vidro, com dezenas de colunas em forma de árvores ginkgo, enquanto o telhado possui cobertura semelhante a uma floresta, permitindo a entrada de luz natural por meio de claraboias. No interior, o layout segue o curso de um rio próximo, com caminho sinuoso chamado “Vale”, que serve como principal via de circulação.

Leia mais:

publicidade
Imagem: Yumeng Zhu

Espaço climatizado de leitura no meio de Pequim

A seguir, confira mais detalhes sobre a Beijing City Library:

  • As colinas em terraços que se elevam do Vale são projetadas para criar forma interna esculpida que serve como piso, assento e prateleira;
  • Essa área aberta central proporciona aos visitantes a oportunidade de relaxar, conversar ou ler em silêncio, mantendo-se conectados com o espaço maior;
  • Áreas de leitura semi-privadas e salas de conferência estão incorporadas nessas colinas, enquanto as estantes de livros e mesas estão dispostas em superfícies planas;
  • Além disso, a biblioteca conta com um dos maiores sistemas automatizados de armazenamento e recuperação de livros do mundo.

Imagem: Yumeng Zhu

As colinas em terraços que se erguem do Vale são projetadas para criar relevo interior esculpido que serve como chão, assentos e prateleiras – zona informal com oportunidades para relaxar, conversar ou ler tranquilamente, tudo isso enquanto permanece conectado ao espaço maior. Áreas de leitura semi-privadas e salas de conferência estão embutidas nas colinas, enquanto estantes de livros e mesas estão dispostas em áreas longas e planas no topo. Esta área central aberta é totalmente acessível e incorpora um dos maiores sistemas automatizados de armazenamento e recuperação de livros (ASRS) do mundo.

Snøhetta, arquiteto responsável pelo projeto

Sustentabilidade

A Beijing City Library possui características sustentáveis significativas. A construção utilizou componentes modulares e estrutura simples para reduzir o desperdício. As colunas em formato de árvores abrigam tecnologia integrada para controle de clima, iluminação e acústica interna.

Além disso, o prédio coleta água da chuva para reutilização na irrigação e possui painéis fotovoltaicos integrados, o que reduz sua dependência da rede elétrica.

Imagem: Yumeng Zhu

Essa biblioteca faz parte de uma série de construções notáveis na China. Outros exemplos incluem a Biblioteca Binhai de Tianjin, projetada pelo MVRDV, o Cloudscape de Haikou, projetado pelo MAD, e a premiada Biblioteca Infantil de Pingtan, do Condition_Lab.