Um eclipse solar acontece quando a Lua passa entre o Sol e a Terra. Às vezes, a Lua bloqueia apenas parte da luz do Sol, outras vezes, a Lua bloqueia toda a luz do Sol – isso é chamado de eclipse solar total. E quando a Lua bloqueia a luz do Sol, ela projeta uma sombra em parte da Terra.

Esse evento astronômico é uma oportunidade perfeita para captar imagens inesquecíveis da Lua escondendo o Sol, ou criando um efeito de anel de fogo no céu. Portanto, se você é um fotógrafo amador, pode experimentar as maneiras aqui listadas para fotografar o eclipse.

Leia também:

Como fotografar um eclipse solar [5 modos]

Fenômeno eclipse solar
Imagem: Pixabay

Ao fotografar imagens ou gravar vídeos de um eclipse solar, uma regra é fundamental: proteger os olhos e lentes com filtros solares para fins especiais, somente durante a totalidade do eclipse é seguro removê-los.

publicidade

Em outras palavras, telescópios, lentes de câmeras e binóculos oferecem a possibilidade de uma visão ampliada do eclipse, mas não protegem seus olhos contra danos – como de retina queimada. Portanto, os filtros são essenciais para visualizar com segurança as fases parciais de um eclipse, antes e depois da totalidade.

Depois que as devidas providências de segurança forem tomadas, veja abaixo 5 maneiras de fotografar um eclipse solar: 

1. Fotografia com a câmera do celular

Com seu telefone idealmente apoiado em um tripé, você pode colocar sua câmera na visão de lente grande angular para capturar o solo e o sol ao mesmo tempo, ou pode aumentar o zoom para capturar uma imagem mais próxima do Sol durante a totalidade do eclipse. Com um smartphone, você também pode fazer um time-lapse ou gravar um vídeo em 4K.

Eclipse solar de 25 de outubro de 2022, em Dubai, nos Emirados Árabes. Crédito: Philipp Salzgeber

2. Lente grande angular

Novamente, de preferência usando um tripé, configure a câmera com exposição automática para capturar melhor o fenômeno. Dependendo do tamanho da lente que você usar, poderá incluir a paisagem na foto. De qualquer forma, faça o planejamento e o enquadramento com antecedência para não ter que correr contra o tempo quando o momento do eclipse chegar. Usando a mesma câmera, você também pode gravar vídeos em 4K.

3. Vídeo com lente teleobjetiva

Para gravar um vídeo inesquecível com sua câmera, utilize uma lente teleobjetiva de 300mm a 500mm em um tripé fixo. Como no método anterior, você pode usar o foco automático para obter resultados mais fáceis e claros. Algumas das outras especificações técnicas são deixar a abertura da lente bem aberta e ter um ISO baixo.

Eclipse Solar
Eclipse solar / IgorZh – Shutterstock

4. Fotografia com lente teleobjetiva

Se quiser fotografias do eclipse com mais zoom, use uma lente teleobjetiva em uma câmera com tripé, ou um pequeno telescópio. Por sua vez, a duração da exposição pode variar muito, dependendo do que você deseja capturar, por exemplo, uma exposição de 1/1000 lhe dará uma visão melhor do anel formado no eclipse. Segundo especialistas, o ideal é capturar a maior imagem RAW que puder. 

5. Telescópio com sistema de rastreamento

Se você quiser ter uma visão realmente próxima do eclipse, precisará ter um telescópio rastreando os movimentos do sol e da lua para que não haja borrões em suas fotos ou vídeos. Isso é muito difícil e o equipamento pode ser caro, mas uma ótima opção é usar um telescópio com sistema de rastreamento para fotografar o eclipse.

Com informações EarthSky.