De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), hoje o Brasil possui 1.039 parques eólicos e existem mais de 11.000 aerogeradores em operação. Sendo que a capacidade instalada em operação comercial e em teste chega a 31 GW. Ao todo já são 12 estados com operações dessa fonte limpa, mas quais são os melhores estados para produzir energia eólica, afinal? Será que há uma região com maior destaque?

A verdade é que os bons ventos do nordeste lideram esse ranking, sendo uma das melhores regiões para o investimento. Descubra agora o top três entre os estados que fazem parte da indústria eólica brasileira capaz de ajudar no enfrentamento até mesmo da emergência climática.

Leia mais

A importância da energia eólica no Brasil

Para se ter uma ideia da importância da energia eólica para o Brasil, já foram investidos no período de 2010 a 2022, cerca de US$ 42,4 bilhões, gerando 11 postos de trabalho. Sem contar o impacto ambiental, pois somente em 2022 foram evitadas 26,9 milhões de toneladas de CO2 pela energia eólica.

publicidade

Em dezembro de 2023, o Ministério de Minas e Energia assinou a adesão à Global Offshore Wind Alliance (GOWA) para reunir governos, setor privado, organizações internacionais e outras partes interessadas para acelerar a implantação de energia eólica offshore, afim de fomentar o desenvolvimento da fonte e enfrentar as crises climáticas e de segurança energética no mundo.

No cenário internacional, o Brasil está alcançando cada vez mais destaque como fonte de energia limpa. Segundo a ABEEólica, o Brasil mantém sua posição no 6º lugar do Ranking Mundial de capacidade eólica acumulada elaborado pelo GWEC (Global Wind Energy Council).

Além disso, na categoria Nova Capacidade Instalada de Eólica em Onshore em 2022, o Brasil já ocupa o terceiro lugar no ranking.

Top 3 dos melhores estados para produzir energia eólica

Antes de mais nada, vale lembrar que os dados abaixo são do último Boletim de Geração de Energia Eólica publicado pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) em 2022.

1-Rio Grande do Norte

O estado do Rio Grande do Norte ganha o destaque e também o ranking do top 3, porque segundo os dados do relatório da ABEEólica, possui 248 parques instalados, com 2.991 aerogeradores, e uma potência de geração de 7.872,43 megawatts.

2-Bahia

Uma curiosidade é que o Brasil tem uma boa distribuição em energia limpa, sendo que as regiões sudeste e sul ganham destaque na energia solar e a região nordeste ganha protagonismo na energia eólica.

Por isso, o nosso segundo lugar no ranking traz a potência eólica da Bahia com a geração de 7.633,37 MW, 276 parques e 2.828 aerogeradores.

3-Piauí

Os bons ventos do nordeste também colocam em terceiro lugar no ranking, o estado do Piauí, responsável por gerar 3.583,95 MW, a partir de 108 parques, que somam 1.246 aerogeradores.

Na sequência, as próximas posições também mostram a força do nordeste em capacidade eólica, com Ceará em quinto lugar, Pernambuco em sexto, Maranhão em sétimo, Paraíba em oitavo e Sergipe em décimo.