Há algum tempo o Reino Unido tem planejado construir uma barreira próxima à foz do Rio Mersey para obter energia elétrica a partir das mudanças de maré. Agora, o projeto começa a tomar forma, e caso realmente prossiga, será a maior instalação de amplitude de maré do mundo.

  • De acordo com autoridades da cidade de Liverpool, localizada próximo à foz, o assunto já vem sido debatido desde 1924;
  • Em 1980, os primeiros relatórios e estudos de viabilidade foram realizados;
  • No ano de 2015, uma nova reunião sobre a proposta da construção da barragem no Rio Mersey foi realizada.

Apesar de todo esse trabalho, as coisas não pareciam sair do lugar, pelo menos não até agora. Os trabalhos recomeçaram em 2022, quando o prefeito da região de Liverpool, Steve Rotheram, assinou um acordo de colaboração com a estatal sul-coreana de água K-Water.

Leia mais:

Energia a partir das marés

A ponte/barragem será uma passagem segura para pedestres e ciclistas (Crédito: Autoridade da região da cidade de Liverpool)
A ponte/barragem será uma passagem segura para pedestres e ciclistas (Crédito: Autoridade da região da cidade de Liverpool)

Ao longo de cerca de três anos, a Autoridade Regional da Cidade de Liverpool tem trabalhado em aspectos técnicos das propostas apresentadas para a construção da barragem conhecida como Mersey Tidal Power. A opção selecionada foi uma barragem/ponte que ligará Liverpool a Wirral, que além de ter potencial para fornecer energia limpa para cerca de um milhão de casas, também será uma passagem segura para pedestres e ciclistas.

publicidade

A estrutura irá abrigar 28 turbinas que serão movidas pelo fluxo de água do aumento e baixa das marés, que em Liverpool pode chegar até 10 metros de altura. As estimativas são de que o sistema possa fornecer até 700 MW, fazendo dele o maior do tipo no mundo.

A construção também contará com comportas para permitir a passagem de água quando for preciso, como reduzir os riscos de inundações causados pelas mudanças climáticas. Além disso, ela também contará com eclusas, para que o intenso tráfego fluvial do rio não seja interrompido.

Ainda não sabe o local exato de onde a barragem será construida, mas últimas renderizações divulgadas mostrem a barragem que atravessa a foz do rio entre Liverpool e Wirral. A expectativa é que as turbinas possam fonercer até 700 MW (Crédito: Autoridade da região da cidade de Liverpool)
Ainda não sabe o local exato de onde a barragem será construida, mas últimas renderizações divulgadas mostrem a barragem que atravessa a foz do rio entre Liverpool e Wirral. A expectativa é que as turbinas possam fonercer até 700 MW (Crédito: Autoridade da região da cidade de Liverpool)

Ainda não sabe onde exatamente a barragem será construída, mas o órgão está avaliando possíveis locais. Caso o projeto seja aprovado localmente, ele seguirá para o Parlamento do Reino Unido, onde será inspecionado. Depois disso, pesquisas sobre o impacto ambiental da barragem serão realizadas.

Além disso, também existem problemas técnicos e financeiros que precisam ser superados, mas a previsão é que a obra seja realizada até 2040, e possa fornecer energia a partir das marés por pelo menos 120 anos, uma vida útil operacional semelhante a de hidrelétricas.